Assoalho pélvico – avaliação depois da Gravidez

Avaliação do Assoalho Pélvico após a gravidez – Por Gizele Monteiro e Vanessa Marques

 

ASSOALHO Pélvico depois da gravidez

O assoalho pélvico após a gravidez é um tema muito desconhecido pela maioria das mulheres e é muito importante uma avaliação dele após o término da gravidez, independente do tipo de parto que foi feito.

A gravidez e a via de parto são fatores de risco que podem trazer alterações na força do seu assoalho pélvico.
Além da via de parto, o aumento de peso, o aumento do peso do útero pelo crescimento do bebê também aumentam a pressão sobre esta musculatura.
São fatores: o aumento do peso na gravidez, o número de gestações, o tempo prolongado no período expulsivo do trabalho de parto normal e a episiotomia diminuem a força muscular do assoalho pélvico.
Mas é muito importante saber que independente do tipo de parto, você deve e precisa, como forma preventiva da sua saúde, dar atenção especial ao assoalho pélvico após uma ou mais gestações.
.
“Avaliar e saber como está seu assoalho pélvico ajudará na prevenção de disfunções perineais e as incontinências urinarias/fecais.”
.
Por causa de todas essas variáveis citadas, essa avaliação do assoalho depois da gravidez (mesmo depois de anos) é essencial para sua saúde futura. Isso ajudará a recuperar alguns incômodo comuns.

A avaliação

A avaliação é feita por um fisioterapeuta especializado para analisar o grau de força e integridade muscular. Para realizar essa avaliação o fisioterapeuta, especializado em saúde da mulher, dispõem de diversas metodologias, dentre elas:
  • AFA – Avaliação Funcional do Assoalho pélvico
  • Perineometro
  • Eletromiografia
  • Cones vaginais
Procure um profissional especializado, conheça seu períneo e avalie esta musculatura tão importante .
.
“Períneo é a região do corpo que começa (para as mulheres) na parte de baixo da vulva e estende-se até o ânus.”
 .
PERÍNEO – músculos
.

Considerações Importantes:

1- Antes de retornar ou iniciar as atividades físicas, saiba através de uma avaliação como está a saúde de seu assoalho pélvico.

 

2- As atividades de impacto devem ser iniciadas apenas quando houver a recuperação da musculatura do centro do seu corpo – abdômen, costas – e do assoalho pélvico.

 

3- Se sabe ou suspeita que está com diástase seu assoalho também precisará de cuidados. Você deve procurar uma avaliação e recuperação especializada. A recuperação da diástase também deve ser feita com exercícios especializados e não abdominais tradicionais.

Existe possibilidade de melhora da diástase e da barriga sem cirurgias. Abaixo explicarei o programa que  desenvolvi para esse problema – tanto a estética da sua barriga, quanto melhora da diástase.

 

4- Se está com perda urinária – aquela escapadinha de xixi quando demora para ir ao banheiro ou quando tosse – espirra – deve avaliar com urgência seu assoalho.

Não inicie um programa de exercícios sem avaliar com um fisioterapeuta esse problema. Seu programa de exercícios também tem que ser adaptado para não piorar esses escapes.

.

.

Sobre a avaliação e tratamento do assoalho pélvico – onde encontrar?

 

Locais de atendimento em São Paulo: Bela vista – Santana – Vila Mariana
E-mail e informações: vanessamarques.fisio@gmail.com
Fone: (11) 94210-8045
.
.

Sobre o programa online de exercícios para recuperar a sua barriga e diástase após a gravidez – onde encontrar?

.

  • Gizele Monteiro – Personal Gestante e idealizadora do Programa Online Pós-parto em Forma
Site do Programa Online – Site do programa clique: pospartoemforma.com.br

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *