Excesso de peso na gestação

Por Gizele Monteiro

excesso de peso na gestação na maioria das vezes foi iniciado há muito tempo, na infância ou mesmo na idade adulta.

O que você pode fazer para combater o excesso de peso antes da gravidez?

Estas estratégias podem ajudar você a perder peso antes de engravidar:

  • Faça um check-up com seu médico antes da gravidez.
  • Procure um nutricionista para ajudá-la  seguir uma alimentação saudável.
  • O exercício físico também é recomendado neste processo.

O que você pode fazer durante a gravidez para melhorar suas chances de ter uma gravidez saudável e um bebê saudável?

Aqui estão algumas dicas:

  • Fazer um pré-natal mesmo se você estiver se sentindo bem.
  • Converse com seu médico sobre quanto peso você poderá ganhar durante a gravidez. As mulheres que apresentam excesso de peso antes da gravidez devem ganhar menos peso durante este período.
  • Não tente perder peso durante a gravidez. Não faça dieta com restrição alimentar durante a gravidez. Algumas dietas podem reduzir os nutrientes que o bebê precisa para o crescimento e saúde. Consulte um nutricionista para ajudá-la a planejar suas refeições.
  • Fazer exercício na maioria dos dias da semana. Mas fale com seu médico antes de iniciar qualquer programa de exercícios. Atividades como caminhar, nadar, andar de bicicleta estacionária são formas seguras de exercício para mulheres grávidas.

Alimentação na gravidez

A alimentação na gravidez é muito importante, portanto adeque sua dieta mesmo se você já coma bem.

Existem necessidades nutricionais especiais na gravidez.

Quase todas as mulheres grávidas precisam de mais proteína, de algumas vitaminas e minerais tais como o ácido fólico e ferro, e mais calorias (energia). Se sua dieta é pobre, para começar, fazer a transição para comer refeições nutritivas é uma das melhores coisas que você pode fazer para a saúde do seu bebê.

Mas comer melhor não significa comer mais, ou melhor, não muito mais. Se você começar com um peso saudável, para que sua alimentação na gravidez seja saudável, você não precisa de calorias extras durante o primeiro trimestre, cerca de 300 calorias extras por dia no segundo trimestre, e cerca de 450 calorias extras por dia no terceiro trimestre. Se você estiver com sobrepeso ou abaixo do peso, esses valores serão diferentes e calculados conforme o seu IMC. Estes são valores gerais e vale a pena lembrar que cada caso deve ser analisado individualmente.

Dicas:

  • Coma bem e controle seu peso
  • Procure um programa de controle de peso que atenda suas necessidades

Exercícios para gestantes para o terceiro trimestre de gravidez

Por Gizele Monteiro

Orientações de exercícios para gestantes que se encontram no terceiro trimestre de gravidez.

Tenha em mente que quando bem orientado, o exercício para gestantes pode prevenir complicações potencialmente graves, como pressão arterial elevada que pode levar à pré-eclâmpsia.Os Exercício durante a gravidez também podem impedir dores associadas, principalmente em lombar e membros inferiores, por “carregar o peso extra” que tem seu platô no último trimestre.

A gravidez é uma experiência diferente para cada mulher e sempre deve ser respeitado o seu nível de aptidão e as suas necessidades neste momento. Todo o programa de exercícios requer grande cuidado e atenção. Seu treino diário deve ser adaptado de acordo com suas necessidades.

É comum que as mulheres nos últimos meses sintam falta de ar, especialmente durante o exercício. As cãibras nas pernas, dor pélvica podem dificultar a capacidade para se exercitar. Cuidados devem ser tomados para se levantar a partir do chão para evitar tonturas.

Tome Nota:

Stress e Ganho de Peso

Como a gravidez progride, estar ciente de seus pontos de tensão (pontos gatilhos) ajudam a controlar o estresse. Estudos têm mostrado que os homens ganharam uma média de 3 a 4 quilos durante a gravidez das suas esposas. Pela primeira vez os pais tendem a comer e beber demais em resposta ao estresse.

Exercícios para gestantes – segundo trimestre de gravidez

Por Gizele monteiro

Orientações de exercícios para gestantes que se encontram no segundo trimestre de gravidez.

Como a gravidez avança, o peso extra e o estresse em suas articulações e músculos, especialmente na região lombar e da pelve aumentam consideravelmente. Pode aparecer também alguns problemas de circulação, inchaço e ainda cãimbras.

Devido essas alterações que se tornam mais evidentes é necessário um ajuste e adaptação ao seu programa de exercícios, conforme sua aptidão física e sua capacidade de realizá-los. Deve haver uma redução gradativa na intensidade e/ou volume do seu exercício. Se você ainda está participando de aulas com exercícios intensos, como a corrida e aulas de bike, este seria um bom momento para você reavaliar isso. Se tiver dúvidas consulte um profissional especializado – personal gestante, pois esse será um excelente momento de colocar atividades mais específicas para o período gestacional. Daqui pra frente as mudanças na sua postura e o constante crescimento do bebê que mudam o padrão respiratório promovem uma redução no ritmo de sua rotina de exercícios.

Exclua as atividades que exigem um grande nível de equilíbrio. Como o feto cresceu, seu centro de gravidade mudou.

Após o primeiro trimestre, evite exercícios em decúbito dorsal – postura deitada. O peso do seu útero em expansão pode comprimir os vasos sanguíneos principais e restringir a circulação.

Devem ser incluídos exercícios para o assoalho pélvico.

Mantenha-se sempre hidratada e controle sempre seus batimentos cardíacos.

Quando não exercitar ou interromper o exercício

– Dor no peito de qualquer tipo.

– Mal estar, tonturas, desmaio ou dispnéia

– Contrações uterinas

– Sangramento vaginal ou perda de líquido vaginal.

– Palpitações ou taquicardia.

– Inchaços generalizados (edemas que não diminuem).

– Dores no quadril ou lombares não controladas ou que estejam aumentando a intensidade.

– Dificuldade em caminhar.

– Náuseas e vômitos freqüentes.

Exercício durante a gravidez: promovendo a saúde da mamãe e do bebê

Por Gizele Monteiro – personal gestante

Tem sido comprovado por estudos que o exercício durante a gravidez promove a saúde da mamãe e do bebê.

Nesse post abordaremos um efeito muito importante do exercício durante a gravidez: a sua atuação protegendo a saúde da mamãe e do bebê – protegendo de doenças durante a gravidez.

Durante a gravidez o organismo da mulher passa por uma série de alterações em seus sistemas -biomecânicas, posturais, fisiológicas, mas essencialmente as hormonais e metabólicas são de grande importância para a saúde da mulher e do bebê.

A mulher nesse período terá uma elevação dos seus níveis de progesterona e isso altera o apetite, fazendo a gestante ter mais fome. Isso porque os hormônios atuam no centro de apetite e saciedade, localizado no sistema nervoso central. A esse efeito damos o nome de hiperfagia, isto é, um aumento da ingestão alimentar e aumento do apetite (fome).

Essas alterações são para: sustentar a maior necessidade energética e metabolismo mais acelerado da gestante, aumentar o peso corporal (com respectivo aumento de gordura materna), formação e crescimento fetal, entre outros.

Como resultado também temos os níveis de atividade física diminuídos no decorrer do período gestacional e isso é ainda maior se a mulher está ganhando muito peso com todas essas alterações metabólicas e dieta nutricional inadequada.

Temos então o seguinte quadro:

– ingestão alimentar inadequada -> redução dos níveis de atividade física promovendo menor gasto energético -> aumento de peso -> risco para a saúde gestacional (gestante e bebê).

Riscos na Gravidez – saúde da mamãe:

– diabetes e hipertensão gestacional (pré-eclampsia), complicações no parto e pós-parto, parto prematuro, crescimento inadequado do bebê.

Riscos no pós-parto e vida futura da mulher:

– obesidade no pós-parto e na vida futura da mulher – se não for controlada na gravidez e no pós-parto,

Vários estudos já tem documentado os efeitos benéficos do exercício na prevenção e controle de doenças durante a gravidez e também o auxílio para melhor controle do ganho de peso durante a gestação. Esses benefícios se estendem na vida futura também da mulher.

Esses benefícios se estendem ainda para a saúde do bebê, onde se a gestante estiver mais saudável, o bebê também terá crescimento e nutrientes adequados.

Profissionais de educação física tem se empenhado para mostrar e valorizar um estilo de vida ativo durante a gravidez. Um programa de exercícios para gestantes controlará intensidade adequada da atividade conforme o histórico de exercício anterior – ativa ou sedentária.

Veja os videos com 2 entrevistas com a personal gestante Gizele Monteiro mostrando um pouco dos benefícios dos exercícios na gravidez realizado com segurança.

Entrevista com a apresentadora Keila Lima

 

 

Matéria gravada para o programa Fantástico com a jornalista Flavia Cintra – Grávida pode?.

http://www.redetv.com.br/Video.aspx?124%2C28%2C245265%2Centretenimento%2Cmanha-maior%2Cgravidez-como-fazer-exercicios-sem-prejudicar-o-bebe-3

Exercícios para gestantes durante o primeiro trimestre

  • Primeiro trimestre – Orientações e cuidados nos Exercícios para gestantes

 

O primeiro trimestre da gravidez traz uma grande insegurança!

Existem vários benefícios por você manter um programa de exercícios durante sua gravidez, mas será que ele pode ser feito no primeiro trimestre?

O exercício realizado de forma segura, ajuda a manter sua condição física com o passar dos meses da gestação.

Ele também reduz o risco de desenvolver doenças como diabetes e a hipertensão, além claro, do ganho de peso excessivo que leva a obesidade ou ao sobrepeso.

 

Exercícios também são poderosos para aliviar muitos dos efeitos colaterais desagradáveis ​​que você já pode até estar sentindo mesmo no início da sua gravidez, tais como o cansaço, sono e enjoos.

 

Programa Gravidez em Forma – na sua casa

 

“Uma das maiores dúvidas assim que você descobre a gravidez é se pode CONTINUAR COM SUA ROTINA DE EXERCÍCIOS“.

 

 

  • Depois de passar pelo médico

 

Bom, a primeira coisa se você descobriu sua gravidez agora, é passar no seu médico e aguardar a liberação dele.

Feito isso, algumas observações e mudanças são necessárias …

1. reduzir a carga de treino, seja no tempo ou na carga

2. adaptar seus exercícios preservando as articulações e postura

3. incluir exercícios posturais e para fortalecer seu períneo

4. trabalhar músculos especiais para as mudanças da gravidez

 

Para que você possa se sentir segura, é bom saber que existe um profissional especializado e também um programa especializado. Os programas de exercícios na gravidez precisam ser adaptados conforme os pontos acima mencionados.

 

 

 

Você pode conhecer o programa Gravidez em Forma clicando na imagem acima!

 

  • Importância de um programa especializado e adaptado

Uma das funções mais importantes de um programa de exercícios especializado na gestação é adequar tudo da forma que você precisa, além de se preocupar também em controlar seu stress físico e mental e com isso melhorar a sem bem-estar emocional.

Muitas gestantes ficam ansiosas e descontam na comida e dessa forma perdem o controle do peso.

A gravidez por si só pode ser estressante.

A gravidez é cercada por sentimentos, medos e expectativas sobre si mesma, sua família, a chegada do seu bebê. E o exercício fantasticamente é um meio de ajudar a controlar toda essa ansiedade.

 

  • O primeiro trimestre

Isto é especialmente verdadeiro durante o primeiro trimestre de gestação.

Mas lembre-se: você não pode continuar ou iniciar sem sua liberação médica.

Você sabia que o exercício é bom para seu bebê também?

SIM! Estudos já mostram que bebês nascidos de mães que fazem exercícios durante a gravidez pode beneficiar pela alta oxigenação promovida pelo exercício. Mas para isso deve estar na INTENSIDADE CORRETA, principalmente no primeiro trimestre que é o momento de formação do seu bebê.

Esse também é um cuidado do programa especializado – Gravidez em Forma.

Os estudos mostram que Bebês de mães que se exercitam são mais magros e podem ter melhor desenvolvimento neuropsicomotor.

 

Benefícios para você desde o primeiro trimestre:

  • controle de peso
  • melhora do funcionamento do seu coração (e do seu bebê também)
  • melhora do seu humor e da sua disposição
  • manutenção da sua condição física e sua força
  • recuperação mais rápida no pós-parto.

 

Orientações sobre a prática de exercícios para gestantes no primeiro trimestre:

  • Nem exercício será bom! Se o seu exercício regular envolve esportes de contato ou de equilíbrio – como skate, não devem ser realizados durante a gravidez, para evitar qualquer quedas, lesões e traumas na região abdominal. Essa informação segue as diretrizes das maiores autoridades de pesquisa – o Colégio Americano de Ginecologia e Obstetrícia.
  • Realizar aquecimento antes da atividade é importante.
  • Use um sutiã que ofereça um bom apoio para proteger as mamas, especialmente se estiver sentindo desconforto.
  • Beba bastante água durante o treino.
  • Não faça exercícios com o estômago vazio.

 

Tenha cautela na prática de exercícios

Embora o exercício durante a gravidez seja geralmente seguro no primeiro trimestre de gestação, as mães ingressarem em um programa de exercícios devem estar ciente dos sinais de alerta.

Se algum destes sintomas ocorrer, pare o exercício e contate o seu médico:

  1. dor abdominal súbita e severa;
  2. contrações uterinas,
  3. tonturas,
  4. hemorragia vaginal.

Outros sinais a serem observados são:

  1. a diminuição da atividade fetal,
  2. distúrbios visuais,
  3. dormência em qualquer parte do corpo.

 

DEPOIMENTO DE ALUNAS DO PROGRAMA

Se você ainda tem medo ou dúvida de continuar ou iniciar um programa de exercícios, veja o depoimento da Dra. Giovana Portella, médica pediatra. A Dra Giovana foi aluna do Gravidez em Forma. Assista o vídeo e conheça mais o programa especializado que te ajudará a ter todos esses benefícios  << Clique aqui para saber mais  >>