Inchaço na Gravidez, como prevenir com a chegada do verão?

Como prevenir o inchaço na gravidez? Por Gizele Monteiro – Personal Gestante

 

Aluna do programa Gravidez em Forma

O calor chegou e come ele o terrível inchaço na gravidez!!

Muitas gravidinhas já começam a sofrer com com dores e cansaço por causa do inchaço.

Conhecido também como edema – ele ataca principalmente as que estão mais ao final da gravidez, ele é ainda maior.

O que é e como acontece o inchaço?

 

O inchaço é comum nas pernas, pés, mãos e até mesmo no nariz e geralmente aparece mais a partir do quinto mês de gestação e piora no final.

 

“Ele é causado pelo aumento do volume de sangue e de líquidos no organismo da mulher nessa fase, o que interfere na circulação sanguínea”.

 

O inchaço dificultando a volta do sangue ao coração e dificulta a circulação.

No verão, tudo piora, pois os vasos sanguíneos dilatam e o corpo incha ainda mais.

No terceiro trimestre também é a fase em que o útero aumenta por causa do crescimento do bebê, comprimindo os vasos da região pélvica, prejudicando o retorno do sangue das pernas.

A ação da progesterona, o hormônio principal da gravidez, favorece a retenção de líquidos na gravidez, mas é também no terceiro trimestre que esse volume atinge seu platô.

Sendo assim, todas as grávidas vão sofrer com o problema?

Sim, toda grávida apresenta inchaço, mas esse deve ser controlado. As atitudes preventivas farão toda a diferença e com isso ele é muito mais tranquilo.

 

Como prevenir o inchaço na gravidez no verão

 

“Uma vida mais ativa – com uma rotina de exercícios – faz você reter menos líquido e inchar menos”.

Exercícios fazem seus músculos funcionarem como uma bomba, fazendo o sangue e líquidos se moverem por seu corpo.

A drenagem linfática realizada desde cedo também ajuda a prevenir o inchaço demasiado.”

Por isso, nada de deixar os exercícios e os cuidados para amanhã.

Exercícios em água como a hidroginástica são interessantes para o inchaço na gravidez, principalmente no verão, pois ajudam a prevenir e reduzir o inchaço.

A pressão hidrostática da água auxilia no retorno do líquido nos vasos sanguíneos e linfáticos, melhorando a circulação e não retendo líquido nas pernas.

Mas junto com ele, faça fortalecimento muscular para as pernas e todo seu corpo.

 

  • Para quem trabalha muito tempo sentada.

Ficar muitas horas sentada é ruim, então, levante-se a cada 1 – 2 horas para se movimentar.

Faça alongamentos da perna, da sua postura para que seu corpo reduza de forma geral o inchaço.

Programa Gestante by Gizele Monteiro

 

“Como o inchaço se intensifica ao longo do dia, vale a pena erguer as pernas por alguns minutos para descansar à noite”. Aproveite para fazer movimentos circulares com os pés e com as mãos (três séries de dez movimentos, para amenizar o desconforto”.

 

Apesar do sintoma ser normal e esperado durante a gravidez, se não for controlado e prevenido você poderá chegar ao final mais inchada, principalmente no verão.

A prevenção é o ideal. O trabalho deve ser preventivo.

Não deixe ficar inchada para procurar ajuda.

A drenagem linfática não fará esse milagre de fazer o inchaço sumir. 

 

Para evitar a melhor forma é a prevenção com drenagem linfática “especializada” e exercícios também “especializados”.

 

Veja essas dicas que preparei para o meu canal no Youtube …

 

Como comentei, os exercícios são parte fundamental na prevenção prevenindo ou amenizando o inchaço.

O programa Gravidez em Forma está elaborado para que você tenha um controle de todos os incômodos comuns da gravidez.

Conheça o programa clicando no botão abaixo …

 

 

Riscos e incômodos do sedentarismo na gravidez

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Gravidez em Forma

 

Sedentarismo na gravidez
Sedentarismo na gravidez

Muitas vezes ouvimos falar ou perguntar dos riscos do exercício na gravidez.

Mas, será que o sedentarismo não apresenta riscos também durante a gravidez? Quais seriam os riscos de uma mulher ficar sedentária na gravidez?

Sabemos que o sedentarismo traz muitos riscos para saúde de qualquer pessoa. Hoje estima-se que 70% dos brasileiros são sedentários e com isso temos milhares de pessoas com doenças crônicas, como doença cardíaca, acidente vascular cerebral, câncer, doenças respiratórias, hipertensão e diabetes. Essas doenças são responsáveis por muitas mortes no mundo e no Brasil.

Sempre mostro aqui no meu blog e nas minhas redes sociais os vários benefícios que o exercício traz durante a gravidez, mas dessa vez vou apontar os grandes riscos e os incômodos que o sedentarismo pode trazer à saúde da mulher e do bebê.
Como você vai querer carimbar sua saúde e a do seu filho?
Riscos do sedentarismo para a gestante:
  • aumento do risco e da porcentagem de gestantes que desenvolvem doenças como hipertensão e diabetes gestacional, inclusive a pré-eclampsia que coloca em risco a vida da mãe e do bebê.
  • gestantes sedentárias ganham mais peso que gestantes que se exercitam. Isso faz com que seu corpo e seu peso demore mais para voltar e as chances de você se manter com sobre peso aumentam também após a gravidez.
  • você se sentirá e estará mais pesada, menos ágil e chegará ao final da gravidez com um condicionamento pior,
  • pernas mais pesadas e doloridas,
  • fica mais inchada e seus pés poderão ficar sem movimento adequado. Esse inchaço também promove mais dor nos pés e nas pernas. Isso acontece porque você não faz o seu sangue circular e o líquido se acumula nas pernas, aumentando o inchaço.
  • mais dores nas costas por causa da má postura e também falta de força dos músculos. Uma vez que você não se exercita, seus músculos não estão preparados para suportarem o esforço extra que a gravidez traz. Com isso gera-se mais dores e problemas na coluna.
  • ficará ansiosa e normalmente essa ansiedade é descontada na comida. Isso aumentará a chance de você ganhar mais peso.
Riscos do sedentarismo da mãe para o bebê:
– o bebê pode nascer com sobrepeso porque a mãe desenvolvei diabetes gestacional
– se a mãe desenvolver hipertensão, aumenta-se o risco do bebê nascer com baixo peso
– todas as doenças que a mãe desenvolver na gravidez, aumentam a chance do bebê tê-las a partir da adolescência, principalmente se há uma vida em que cuidados com a saúde não são mantidos.
– se a mãe desenvolveu obesidade há uma chance maior do filho ser obeso.
O que fazer para mudar esse quadro?
Se você já está com 1 ou mais sintomas acima apresentados, é hora de você repensar. Que tal fazer exercícios?
Não importa a fase ou trimestre que você está!!
Só precisa da liberação do seu médico.
Para facilitar a sua vida e você nem gastar tempo e dinheiro com academia, criei o programa online Gravidez em Forma!
Basta você acessar nosso site (clique aqui) e adquirir o e-book que te ensinará como controlar o seu peso e após o programa.

Dor lombar na gestação. Como prevenir?

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Gravidez em Forma

 

Dor lombar na gestação
Dor lombar na Gestação

A dor lombar é uma das complicações mais comuns da gestação e pode atingir até 80% das gravidinhas!!!

Pode ser considerada uma das principais queixas da gestação e o maior motivo de licença a maternidade antecipada.

A dor lombar interfere nas atividades de vida diária, além de poder causar um susto e um mal estar psicológico de que algo está ocorrendo com a gravidez. Alguns estudos apontam que em grande parte das gestantes a dor inicia entre terceiro e quinto meses.

Poucas mulheres sabem, mas os exercícios podem ser um meio muito eficiente para aprevenção da dor lombar
durante a gestação, porém é importante que não só o profissional que trabalha com a gestante, mas também a própria gestante entendam que assim como o exercício é um forte aliado na prevenção da dor, o excesso pode oferecer grandes riscos.

Uma sobrecarga ou exercícios inadequados podem desencadeá-la.

 

  • Exercícios para a prevenção da dor lombar:

Para a prevenção da dor lombar a combinação de exercícios é mais eficiente, sendo que um programa adequado deve combinar vários tipos de exercícios podendo também utilizar a massagem.

O exercício físico tem efeitos positivos diminuindo a intensidade da dor. Os relatos mostram além da prevenção, que a intensidade é menor em mulheres que se exercitam comparadas com as que não se exercitam e também aquelas que apresentam uma condição física melhor antes da gestação têm menor chance de desenvolver a lombalgia gestacional, por isso sendo então há uma grande vantagem em manter-se ativa se a mulher deseja engravidar.

No Pós-parto, engana-se quem acha que vai se livrar da dor lombar, muitas vezes ela aparece no pós-parto. Algumas mulheres continuaram a ter dores por até 18 meses do período pós-parto.

Para o período gestacional a orientação do exercícios fica limitada devido o volume abdominal e por isso o profissional deve saber quais exercícios pode escolher. Com o passar dos trimestres gestacionais os exercícios devem ser ajustados em sua execução, principalmente no último trimestre com um volume abdominal maior.

 

Bônus especial do programa Gravidez em Forma

Por saber e atender muitas gestantes com queixas de dor lombar preparei um bônus especial com exercícios, cuidados na ergonomia e movimentos diários para amenizar e prevenir a dor.

Esses exercícios e dicas são os que tenho aplicado no dia a dia com minha alunas e as gravidinhas que adquirem o e-book Gravidez em Forma poderão também desfrutar desse material e dicas.

Para adquirir o e-book + bônus … cadastre-se no www.gravidezemforma.com.br

Gravidez depois dos 40 anos – benefícios do exercício

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Gravidez em Forma

 

Exercícios na gravidez
Exercícios na gravidez

A gravidez depois dos 40 anos, considerada gravidez tardia.

Hoje a média de idade da gestante brasileira é de 35 anos. Nessa fase já muitas coisas estão em mudança no corpo, inclusive a fertilidade.

A gravidez tardia é sempre preocupação da área médica, por isso é importante a mulher se manter sudável e ativa nessa fase se está desejando a maternidade e isso por vários fatores de saúde da mulher e também do bebê, principalmente se ela ocorrer após os 45 anos.

Do ponto de vista físico, condição corporal e nível de aptidão física, a mulher encontra-se numa curva descendente. Além do fator idade podemos considerar o grande nível de sedentarismo que normalmente coloca a mulher numa condição de sobrepeso.

A gravidez é um momento de impacto fisiológico e biomecânico muito grande para mulher. Nesse ponto também pelo sedentarismo, sua postura e musculatura já se encontram em condições diferentes.

Outro ponto importante é que nessa faixa de idade, muitas mulheres já se encontram com sobrepeso e sendo assim, um ganho elevado de peso na gravidez colocaria a mulher num patamar de obesidade.

 

  • Benefícios do exercício para uma Gravidez depois dos 40 anos

Mulheres que se mantém ativas, isto é, realizam exercícios tem uma queda bem menos acentuada da sua condição muscular pois mantém sua musculatura fortalecida, postura e condição cardiorrespiratória também melhorada.

Este é um grande benefício promovido pelo exercício para uma gravidez depois dos 40 anos.

Tanto o aumento de peso, quanto a probabilidade de doenças como diabetes e hipertensão aumenta quando a mulher está com sobrepeso e isso aumenta se ela passar para o patamar da obesidade. Por isso nesse momento os exercícios são uma forma muito interessante de contribuir para a saúde da mulher e consequentemente do bebê.

 

  • Cuidados com o exercícios para uma Gravidez depois dos 40 anos

Os exercícios durante a gravidez já exigem cuidados especiais. Nessa faixa etária e ainda se a mulher for sedentária, devem ter cuidados redobrados tanto na intensidade, quanto na quantidade aplicada, assim como também a escolha do exercício juntamente com a qualidade técnica – execução com qualidade.

Se esses cuidados não forem atendidos, aumenta-se o risco de lesão.

Também é um mito achar que a mulher deve fazer apenas hidroginástica!! Ela até pode ser uma das atividades incluídas, porém deve haver um trabalho complementar como por exemplo exercícios mais posturais, fortalecimento do assoalho pélvico, pois a mulher nessa idade também poderá ter um comprometimento maior.

A gravidez é um momento de grandes alterações fisiológicas com grande sobrecarga cardíaca e circulatória, além das metabólicas. Normalmente na mulher sedentária a postura já começou a ser modificada e a gravidez irá aumentar isso. Por isso os detalhes acima não devem ser desconsiderados e é bom que você tenha um programa especializado e que atenda as suas necessidades.

 

Personal Gestante - Programa Gravidez em Forma
Personal Gestante – Programa Gravidez em Forma

Programa Gravidez e Pós-parto em Forma

Ambos os programas foram desenvolvidos respeitando critérios de segurança para as mais jovens e também as que estão acima dos 40 anos.

O programa Gravidez em Forma está online e chega até você levando o conhecimento de como controlar o peso através do e-book Gravidez em Forma. Na sequência você poderá ter acesso ao programa de exercícios.

Venha conhecer mais sobre o programa desenvolvido pela personal gestante referência no Brasil !!

Cadastre-se agora no www.gravidezemforma.com.br

Te espero lá !!!

 

Gravidez: como não engordar nas festas de final de ano?

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Gravidez em Forma

 

Dicas especiais para não engordar nas festas de final de ano

As festas de final de ano estão chegando e com elas a comilança!!!

É evidente com elas à preocupação de não engordar, principalmente durante a gravidez, que deve levar em conta além do  controle de peso, o seu bem-estar e do bebê neste momento especial da sua vida.

Na gravidez há grande facilidade de ganhar peso rápido por causa do metabolismo. É fácil 2-3 quilos numa semana e se bobear com 2 festas juntas, pode chegar a 5 quilos.

Além do ganho de peso, pode haver também o inchaço por causa da qualidade alimentar e também o exagero em temperos.

Por isso todo controle é pouco !!!

 

Seguem algumas dicas:

Gravidez - como não engordar nas festas de final de ano?
Gravidez – como não engordar nas festas de final de ano?

1- É importante evitar comer os aperitivos antes da ceia, ou se for irresistível, optar pelas frutas secas e oleaginosas que são a melhor opção, mas lembre-se controle a quantidade também;

2- Controlar a ansiedade e optar alimentos mais leves e saudáveis;

3- Consumir muitas frutas, saladas e legumes. Essa é uma opção para gerar mais saciedade antes de comer;

4- Beber água e líquidos para manter o corpo hidratado, isso também reduz a ansiedade de outros alimentos. Esqueça o refrigerante, opte por sucos naturais ou de boa qualidade – sem aditivos, conservantes e açúcar.

5- Procure inovar com pratos mais saudáveis e também mais leves

6- Tente se alimentar antes em casa com alimentos mais saudáveis, pois assim quando chegar na festa não estará faminta e isso te ajudará a diminuir os exageros.

7- Procurar inserir uma rotina de exercícios leves nesse período – descrevi um pouco abaixo;

8- Adquira o e-book Gravidez em Forma, com informações importantes que te ajudarão nesse controle e qualidade

 

Dicas para gastar as calorias extras:

1- Caminhar é uma excelente opção, principalmente se estiver na praia, não  esquecendo do protetor e também de caminhar num período onde a temperatura esteja mais amena como início da manhã, final de tarde ou noite;

2- Durante a atividade considerar sempre sua intensidade e duração. Não ultrapassar os 30 minutos e ter sempre o conforto da atividade estar leve a moderada.

3- Escolher um local adequado para a realização do exercício é fundamental. Ele deve sempre ser arejado, fresco e seguro;

4- Hidrate-se sempre – antes, durante e depois. Leve uma garrafinha com água.

5- Usar roupas mais leves e utilize um tênis confortável para as atividades.

6- Realizar exercícios de alongamento. Eles auxiliam na prevenção de inchaços, dores nas pernas, além das dores nas costas.

“Lembre-se: o exercício deve ser feito de forma segura, adequada e eficiente, sempre respeitando seus limites.

 

Quer saber o que você pode fazer em casa nesse período?

O programa Gravidez em Forma tem uma orientação online com exercícios localizados, aeróbicos e também direcionados para a postura e relaxamento. Há uma planilha de caminhada que te ajudará a não exagerar.

Cadastre-se no site – www.gravidezemforma.com.br

 

Atividade física na gravidez: como fazer durante a gravidez?

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Gravidez em Forma

 

Durante a gravidez a prática de atividade física tem algumas particularidades.

Para começar é muito importante que você tenha a liberação médica.

Se você é alguém que já se exercitava regularmente antes da gravidez, em geral,  pode manter a sua modalidade durante a gravidez, mas isso não significa que ela não deva sofrer adaptações, pois a tendência com o tempo é que você não se sinta confortável. Também seu médico deve estar de acordo com a prática da atividade.

Desde o início a intensidade deve ser reduzida, mas à medida que sua gravidez avança, você tem que também ajustar essa intensidade ou até mesmo mudar de atividade ou exercício. Por isso uma orientação especializada é essencial !!! Agachamentos, exercícios para adutores e abdutores, exercícios para as costas, abdominais, corrida, modalidades aeróbicas, sem exceção devem ser modificados ao longo da gravidez !!!

É importante que você ouça o seu corpo, mas que tenha a orientação de um profissional especializado nessa área. Com as doses corretas num programa de atividade física especializa você conseguirá manter os níveis adequados sem sobrecarregar sua coluna, articulações e seu sistema cardiovascular.

Atividade física especializada - Personal Gestante by Gizele Monteiro
Atividade física especializada – Personal Gestante by Gizele Monteiro

 

Não sou ativa !!! Como posso começar?

Personal Gestante - Personal das Mamães
Personal Gestante – Personal das Mamães

Se você não era ativa antes da gravidez, uma boa dica é realizar pelo menos 30 minutos por dia de atividade física variando entre atividades aeróbica, alguns exercícios de fortalecimento e alongamento. Apesar de existir a recomendação de se caminhar 30 minutos, nem todas as mulheres estão preparadas e mesmo esses 30 minutos de atividade contínua pode ser uma sobrecarga.

A caminhada é sempre uma boa opção nesse caso. Converse com seu médico para saber se sua saúde está ok e se pode realizar exercícios. Sendo liberada, comece aos poucos e sem se sentir cansada.

Você pode começar com 10 a 15 minutos de atividade física três vezes por semana e à medida que for melhorando e se sentido confortável pode então aumentar gradualmente para sessões de 30 minutos e manter uma frequência de 3 – 4 vezes por semana e, depois para 30 minutos todos os dias.

Se você não sabe por onde começar – não sabe como adaptar seu programa ou não quer ficar parada na gravidez e deseja iniciar, então eu tenho a dica certa para você.

Como Personal Gestante – profissional especializado na prescrição de exercícios na gravidez – referência no Brasil, desenvolvi um programa online em que você pode fazer uma rotina segura e totalmente adaptada conforme os meses gestacionais. Exercícios focados e direcionados para as suas necessidades.

Acesse agora o site www.gravidezemforma.com.br e receba de forma gratuita dicas e orientações e se desejar já pode adquirir o e-book Gravidez em Forma que te orientará no começo para controlar o seu peso durante a gravidez.

Seja ativa! Isso é saúde para você e seu bebê!

Importância do alongamento e da massagem para gestantes e mamães

Por Gizele Monteiro – personal gestante by Gravidez e Pós-parto em Forma

 

Confirmado! Os Exercícios de alongamento e massagem podem aliviar a dor lombar na gravidez.

A dor lombar é a queixa de dor e desconforto mais comum da gravidez. Atinge em torno de 50% das gestantes.

A gravidez é um momento delicado onde a mulher deve evitar ao máximo o uso de medicamentos.

O que pouco se sabe é que exercícios de alongamento e massagem aliviam e previnem a dor lombar gestacional e com isso reduzir a possibilidade da gestante fazer uso de medicamentos para dor, os analgésicos.

Os resultados dos estudos têm apontado que as queixas na intensidade da dor reduzem ou até mesmo somem.

É muito comum quando iniciamos o atendimento com um programa de exercícios especiais para as gestantes e mamães no pós-parto, elas terem dor na região lombar ou quadril e em poucos dias vemos que aulas de alongamento e o uso de alguns exercícios de massagem reduzem ou fazem com que ela não tenha mais a queixa.

Benefícios da massagem
Benefícios da massagem by Gravidez e Pós-parto em Forma

 

Mas porque essa queixa é comum na gravidez?

Além das mudanças posturais e hormonais que preparam o corpo em toda a sua estrutura (músculos, ligamentos, articulações) para o parto há a própria sobrecarga de aumento de peso que produz um esforço maior de músculos que não estão acostumados a trabalhar tão intensamente. Com isso gera-se um aumento da tensão na região. Também poucas pessoas sabem que essa região de lombar e quadril já é por natureza muito tensa pelas posturas de trabalho, desvios posturais que a pessoa apresenta, entre outros. A gravidez só vem complicar tudo isso, pois com a projeção e aumento do abdômen a gestante joga naturalmente o seu corpo para trás.

Benefícios do alongamento by Gravidez e Pós-parto em Forma
Benefícios do alongamento by Gravidez e Pós-parto em Forma

Os exercícios de alongamento auxiliam na melhora da postura, aliviando essa sobrecarga e a massagem reduzindo a tensão muscular.

Então não deixe nunca de realizar seus exercícios de aongmaento e também a massagem ao final do seu treino!!!

Dor nas costas na gravidez – exercícios que ajudam a aliviar

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Gravidez em Forma

 

Dor nas costas na gravidez
Dor nas costas na gravidez

À medida que a barriga cresce durante a gravidez, o centro gravitacional do corpo da mulher muda do meio para a frente. Instintivamente, a maioria das gestantes empina um pouco o bumbum para “corrigir” a postura.

Essa compensação gera uma sobrecarga nos músculos da região lombar por causa do aumento de peso e uma mudança na forma de caminhar devido ao alargamento do quadril. Esses músculos na grande maioria das pessoas, incluindo gestantes são fracos e encurtados, o que complica e aumenta o risco da gestante ter dor lombar – a famosa dor nas costas.

“Há sobrecarga nos músculos da região lombar por causa do aumento de peso e uma mudança na forma de caminhar devido ao alargamento do quadril. Tudo contribui para o incômodo que elas podem sentir”, afirma a personal gestante Gizele Monteiro, mestre pela Unifesp em exercícios na gravidez e autora do livro “Guia Prático de Exercícios para Gestantes” (Phorte Editora) e do e-book “Gravidez em Forma” (disponível pelo site gravidezemforma.com.br).

A dor nas costas acomete muitas mulheres na gravidez. Infelizmente poucas sabem que os exercícios aliviam as dores e outros desconfortos.

Um dos fatores que também contribuem para a sobrecarga e dores nas costas é o ganho de peso. Quanto mais peso a gestantes ganha, mais ela tem que carregar mais peso e isso leva a fadiga e consequentemente dores.

Dei uma entrevista para uma matéria bem legal no programa Bem Estar da rede Globo, mostrei alguns exercícios e também posturas que podem ajudar a aliviar as dores. Se for feito no momento certo, logo que o incômodo aparece pode inclusive prevenir a algia.

Vale a pena conferir a matéria – clique aqui:

Quer evitar o ganho de peso excessivo e ter dores nas costas ??!!

Acesse o site www.gravidezemforma.com.br e saiba como ter uma gravidez em forma, com o peso controlado para evitar dores e peso excessivo na gravidez.

Te espero lá!

 

 

 

 

 

Uso de repelentes durante a amamentação

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante

Post do instagram (@dracalago) da Dra Carla Cristina Carvalho –  Ginecologista e Obstetra

Uso de repelentes na gravidez
Uso de repelentes na gravidez

Está chegando a época da dengue. A maioria dos repelentes para inseto contém o produto químico dietiltoluamida (DEET), que é o melhor estudado do mercado.

Os produtos de uso tópico, à base de#DEET, com concentração abaixo de 50% são considerados seguros para as grávidas e durante a amamentação – lactantes.

O ideal é o DEET estar entre 10 e 50%, sendo que quanto maior a concentração, mais tempo de exposição. Estando em 10% ele age só por umas 4h.

A maioria das opções de repelentes oferecidas pela repelex, off, autan, têm somente de 6 a 8% de concentração e, portanto, não são tão eficazes, durando sua ação apenas por 2 horas. Portanto, é essencial procurar no rótulo a informação sobre a concentração de DEET antes de comprar.

Os repelentes a base de #icaridina também são eficazes e considerados seguros, mas existem muito menos estudos que com o DEET. Um exemplo é o exposis que com 20% dá umas 10h de proteção. Sendo mais prático já que exige menos aplicações.

Os repelentes ditos “naturais”, como os à base de ervas, frutas cítricas, eucalipto e cedro, citronela, por exemplo, são usados há séculos, com efetividade incerta.

Fonte: UpToDate 2015 ?Dra Carla Cristina Carvalho?Ginecologista e Obstetra

Dicas com exercícios em casa para voltar a forma depois da gravidez

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Pós-parto em Forma

 

Exercícios em casa após a gravidez
Exercícios em casa após a gravidez

Olá !!! Tudo bem?

Hoje vou contar um pouquinho do programa que participei ajudando a mamãe Thais, mamães de gêmeas lindas, dando dicas e exercícios para fazer em casa e voltar à forma depois da gravidez.

No vídeo mostrei exercícios onde usei materiais simples e que toda mulher tem em casa, sofá, cadeira, almofada, pacote de fralda, pano de chão e pia.

Elaborei exercícios para a barriga, pernas, bumbum e até braços.

Dá uma olhadinha no vídeo e tente fazer em casa. Crie uma rotina com os exercícios e faça de 2 a 3 vezes na semana. Alguns minutinhos entre a sonequinha do bebê, ou até mesmo enquanto ele está distraído com alguma coisa.

Para assistir o vídeo clique aqui.

 

Quer saber mais como ter uma rotina simples com exercícios eficientes para a volta da sua barriga e também volta do seu corpo?

O programa Pós-parto em Forma foi idealizado para isso. Para você fazer na sua casa, com poucos materiais.

O programa tem planilhas para a volta da barriga e volta do corpo e está dividido em 4 fases contemplando tudo isso. Você terá acesso ainda a bônus maravilhosos com exercícios posturais, orientações de ergonomia para evitar dores e muito mais !!!

Não perca tempo !!! Vamos voltar a forma já !!!

Informações: [email protected] / fone-whats app (11) 9 9651.8909

 

Gravação para o Programa Papo de Mãe
Gravação para o Programa Papo de Mãe