Gravidez: personal Gestante revela o que fazer quando se tem diástase

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante

 

A diástase tem se tornado a cada dia mais conhecida.

Diástase na gravidez
Diástase na gravidez

Após a cantora Sandy revelar ter ficado com um buraquinho em sua barriga, muitas mulheres passaram a entender o porque sua barriga não voltava e também porque algumas ficaram com um buraco nela depois da gravidez.

Na verdade toda gestante e mulher pós-gravidez terá uma diástase, porque ela é uma mudança natural da gravidez. Ela é importante para que haja espaço para o bebê.

Então a primeira coisa que quero desmistificar nesse post é o termo diástase.

Existe a diástase que é funcional e fisiológica na gravidez que comentei acima. Todas as gestantes terão e não deixa aspectos estéticos e nem funcionais negativos. Dessa forma a barriga voltará rapidinho.

Mas o fato é que a grande maioria das mulheres tem a diástase “que não é a normal e funcional“.

Algumas mulheres tem exatamente essa … a diástase que não é normal e funciona e que deixa “um grande afastamento, flacidez muscular (falta de tônus e força muscular – “barriga mole”) e as vezes o rompimento da linha alba (a linha central entre os reto abdominais”.

 

clique aqui

Se você já é mamãe e quer saber se tem diástase e como avaliá-la clique no botão ao lado. 
Você receberá ao se cadastrar um e-book gratuito com todas as orientações sobre como medir e saber se tem diástase e o que fazer.

 

Umbigo estufado na gravidez e diástase
Umbigo estufado na gravidez e diástase

E exatamente para evitar que ela chegue nesse nível, é importante que a diástase seja identificada desde a gravidez.

Isso é possível sem testes, percebendo se em alguma região na parte central da sua barriga, há um abaulamento quando você levanta-se da cama ou inclina-se para o lado.

O umbigo estufado na gravidez já é um indício que você terá uma diástase nessa região. E provavelmente uma hérnia umbilical pós-gravidez.

 

Constatado qualquer um desses sinais, você deve conter a evolução da diástase com exercícios posturais, abdominais especializados (NÃO REALIZE EM HIPÓTESE ALGUMA ABDOMINAIS TRADICIONAIS – veja imagem abaixo as orientações), fortalecimento do períneo.

Não importa se é a primeira, segunda ou terceira gravidez, é sempre possível não deixar o quadro piorar com ações certas.

Escolher o programa com exercícios certos e seguros é a primeira ação e fará toda a diferença para conter o aumento da diástase. Do contrário ela poderá piorar e se tornar um quadro com mais dificuldade de melhora pós-gravidez.

Veja algumas diretrizes do programa Gravidez em Forma … Exercícios que não utilizo no programa por causa do risco.

 

Exercícios que devem ser evitados na gravidez:

1. se você não tem diástase, eles aumentam o risco de ter

2. se você tem diástase, PARE imediatamente por que ela irá piorar

Prancha na gravidez - exercício que deve ser evitado
Prancha na gravidez – exercício que pode piorar a diástase

 

Veja mais alguns exercícios …

5 exercícios que podem causar diástase na gravidez
5 exercícios que podem causar diástase na gravidez

 

Mas por que eles não devem ser realizados?

Os exercícios abdominais ou que acionem os músculos abdominais e das costas como a prancha ou exercício do gato, aumentam a pressão abdominal e isso sobrecarrega a região que já está sensível, instável, fraca e alongada.

Seja pelo aumento da pressão interna, ou seja por posicional o peso da barriga paga baixo, eles aumentam a chance de diástase na gravidez e após.

Apesar de ser comum o uso desses exercícios, a exclusão deles no programa Gravidez em Forma tem garantido uma recuperação mais adequada da barriga e corpo das minhas alunas. Em anos de experiência atendendo gestantes e mamães pude constatar a eficiência dos conjunto de exercícios que uso no programa e também que em nada faz falta a exclusão desses e outros.

Afinal acho que nenhuma mulher quer ter sua barriga flácida e com um buraco no meio … não é verdade?

Se você está com alguns dos sinais acima, observando alguma abaulamento em sua barriga, umbigo já estufado, ou desconfortos na região abdominal, conheça o programa Gravidez em Forma … um programa seguro, eficiente e que te deixa em forma da gravidez até o pós-parto.

O programa Gravidez em Forma já vem com o combo do pós-parto, isto é, você tem 2 programas pelo preço de 1.

Clique agora no botão abaixo para conhecer mais sobre o programa e ver tudo o que você recebe …

Te espero lá !!

 

Clique aqui e conheça o Mães em Forma

 

Exercício para Diástase – veja como melhorar

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante

 

Muitas mulheres após a gravidez ficam com diástase.

A diástase leva a um estufamento da barriga que deixa a mulher com aparência de ainda estar grávida.

 

Mas o que é a diástase e porque ela acontece?
A definição de Diástase abdominal é a separação que acontece nos músculos reto abdominais (são 2 – um de cada lado do seu corpo – direito e esquerdo) durante a gravidez.
A diástase é uma adaptação natural da gravidez e ela acontece porque músculos se separam para dar espaço para o bebê em crescimento.
No entanto, em algumas gestantes pode acontecer uma separação/afastamento além do normal e isso pode comprometer a volta da barriga. Casos como esse dificilmente terão a barriga naturalmente de volta. Esse afastamento além do normal é mais comum do que se pensa. Algumas mulheres tem um afastamento muito grande que pode ser acompanhado por uma ruptura da membrana que liga os 2 músculos. Quando isso acontece, dá uma sensação e aparência de buraco na barriga ou uma barriga muito volumosa que frequentemente é confundido com gordura localizada.
Entenda como você pode fazer o teste com um vídeo que eu preparei e que está no meu canal do You Tube – Gizele Monteiro

 Exercícios especializados são a única forma de melhorar sem cirurgia:
Saber que exercícios fazer é muito importante para que a recuperação da barriga seja adequada e não piore a diástase. Recebo muitas alunas com o quadro piorado. E por outro lado o exercício especializado e correto terá resultados surpreendentes e num tempo também surpreendente.
Veja também alguns resultados de exercícios onde há a melhora sem cirurgias.
Resultado do programa Pós-parto / Mães em Forma
Resultado do programa Pós-parto / Mães em Forma

 

Estive no programa Você Bonita para falar sobre a volta da barriga e mostrei um dos exercícios que podem ser feitos.
exercicio-para-diastase
No entanto melhorar a diástase não é um processo simples, pois requer um programa de “recuperação do corpo” – postura, força abdominal com exercícios especializados e recuperação da força do períneo.
Exatamente por eu ser especialista e atender muitas alunas tristes e frustradas com diástase e ver o resultado positivo e incrível do meu programa, decidi levar meu programa para a internet para ajudar mamães que não tem um profissional especializado como eu.
Agora você pode ter acesso aos mesmos exercícios que minhas alunas.
Você pode conhecer mais resultados do programa Pós-parto – Mães em Forma, clicando no botão abaixo e indo para meu site.
Clique aqui e conheça o Mães em Forma

Diástase depois da gravidez

Por Gizele Monteiro – Coach de Mamães – Prog. Mães em Forma

 

Você quer sua barriga de volta? Então esse post é para você!! Você pode ter ficado com uma diástase depois da gravidez!

Muitas mulheres após terem seus bebês se chocam ao se depararem com sua barriga num estado de flacidez que não esperavam.

Algumas apresentam um buraco e até algum tempo depois isso é normal, porém se você percebe que sua barriga não está voltando … há algo errado!

A estética da barriga após a gravidez está associada as grandes mudanças dos músculos abdominais. Quanto maior a barriga, mais ela será prejudicada e esse é um dos fatores que o controle de peso na gravidez é tão importante !!! O “deixa que depois eu corro atrás e recupero”… é a pior atitude que a gestante pode ter para sua saúde e para sua estética.

Além da mudança de pele, podendo essa ficar flácida, os músculos abdominais são decisivos para a volta da barriga. Durante a gravidez a abertura e o grande alongamento que ocorre nesses músculos deixa-os fracos e também distendidos no pós-parto.

A diástase além da normal e funcional (é a que não volta depois sozinha) é mais comum do que se pensa e a grande maioria a desenvolve durante a gravidez.

A definição de Diástase abdominal é a separação de seu músculo reto abdominal (na verdade são 2 – lado direito e esquerdo); um de seus músculos abdominais comumente conhecido como um dos principais do core (músculos do centro do corpo) que controlam a postura e a força do tronco). A estatística para a diástase abdominal é alta, cerca de 50% das mulheres pós-parto apresentam esta separação dos reto abdominais.

Veja os tipos e localização da diástase …

Diástase depois da gravidez
Diástase depois da gravidez

 

Saiba se você tem diástase – assista o vídeo abaixo do meu canal onde explico como fazer o teste para você descobrir se tem diástase.

 

Porque ocorre?

O aumento do útero, bebê e estruturas fetais (líquido amniótico, placenta) em crescimento provoca um estiramento e alargamento da linha alba e – que é a linha central que divide e que segura as porções direita e esquerda do músculo reto abdominal. Esse é um processo normal e funcional da gestação, porém algumas mulheres esse processo é alterado ou por um espassamento maior ou por um rompimento dessa linha alba.

Vários profissionais dizem que “se a parede abdominal não é forte o suficiente para resistir a esta pressão constante de alongar e sustentar o bebê em crescimento, a linha alba vai rasgar causando uma diástase pós-parto. No entanto tenho visto que essa ocorrência também está presente em mulheres com a musculatura fortalecida, principalmente quando exageram nos exercícios ou não sabem que exercícios podem ser feitos na gravidez. Infelizmente esse erro é mais comum do que se espera.

Quando o core (esse conjunto de músculos) está funcionando corretamente, eles proporcionam estabilidade para sua coluna durante o movimento, sustentando também o peso da barriga na gravidez.

Então ai é que entram as observações que tenho feito. Muitas mulheres não apresentam equilíbrio nesse conjunto do core. Outros fatores que tenho percebido serem risco de predisposição da diástase é o ganho de peso maior do que o necessário, expandindo mais a musculatura; ou ainda uma barriga que cresce bastante pelo bebê ser maior ou algo natural da pessoa.

Além do aspecto de flacidez que compromete a estética, a diástase abdominal enfraquece a estrutura geral do tronco e isso leva a dor lombar, quadril, pélvico, e disfunção do assoalho pélvico. Na verdade, um Core (centro do corpo) enfraquecido pode causar a dores ou até lesões de membros inferiores e superiores na prática de exercícios. E um problema maior para sua saúde é que seus músculos abdominais fracos podem levar a hérnias abdominais.

Se você tem dúvidas sobre o aspecto da sua barriga, se deseja saber se tem diástase abdominal, que tipo de exercícios pode fazer para recuperar sua auto-estima, seu corpo e sua barriga, fique ligada que no próximo post estaremos falando sobre o teste para a avaliação da condição dos seus músculos abdominais.

Cuidado !! Nunca faça abdominais tradicionais logo após a gravidez. Se você tiver diástase, ela poderá piorar, além de também piorar o aspecto da flacidez.

 ***Exercícios após a gravidez ajudam a recuperar não só fisicamente a mamãe, mas mentalmente também. Os exercícios devem ser feitos, mas é necessário um programa de retorno ou início que respeite essas condições.

Procure um personal gestante – profissional especializado em atender gestantes e mamães!

 

  • Se você quer ter um programa seguro para te ajudar a evitar a diástase – acesse e conheça o Programa Gravidez em Forma – Clique aqui .
  • Se você quer saber se tem diástase – conheça o Programa Pós-parto – Mães em Forma – Clique aqui .

 

Como ter a Barriga Chapada depois da Gravidez

Barriga chapada depois da gravidez é o sonho de TODA MULHER!

Depois da gravidez então … diria que é o sonho dos sonhos!

Barriga chapada – Circuito detonador de gordura

E na verdade essa região não é só uma das que mais sofre mudanças na gravidez, mas também é a que dificilmente volta.

Se você não souber exatamente o que fazer depois da gravidez poderá ainda ter sua estética piorada.

Mesmo mulheres magras e que ganharam pouco peso, podem ser acometidas de flacidez e os músculos abdominais distantes daquilo que ela tinha. Além disso, além da flacidez, a barriga mole pode ser acompanhada por uma diástase.

 

Diástase Abdominal e a barriga chapada

A diástase abdominal compromete mais ainda a estética tão sonhada.

E engana-se quem pensa que deve se matar de fazer abdominais. Na verdade eles podem piorar a diástase e a estética.

Então para ter a barriga de volta, e ainda mais uma barriga chapada, é preciso ajudar o corpo como um todo a voltar e com os exercícios, mas os exercícios certos !

Uma recuperação em conjunto de abdominais + postura + assoalho pélvico é que realmente darão o resultado da tão sonhada barriga de volta e BARRIGA CHAPADA.

Os exercícios especializados tem efeitos rápidos, desde os primeiros dias do programa, já é possível ver a barriga diminuindo e a cintura reduzindo.

Veja esses resultados de alunas que passaram pelo programa e que tiveram suas barrigas de volta!

 

Resultados do programa especializado para a barriga chapada depois da gravidez

Aluna – resultado da barriga ao final do programa Mães em Forma.

Resultado do programa Pós-parto / Mães em Forma

 

O programa Pós-parto/Mães em Forma é feito para mães desde o momento pós-parto, assim que tiver a liberação médica e NÃO IMPORTA quanto tempo depois da gravidez. É possível sim você ter seu corpo de volta.

Mas antes de iniciar é importante você saber se você ficou com diástase!

Para isso, basta se cadastrar no site que você recebe e-book gratuito – Como ter a Barriga Reta depois da Gravidez.

Ele começa com uma avaliação das condições e recuperação da sua barriga.

<< Cadastre-se AGORA clicando no botão e conheça o e-book e programa >>

 

 

NÃO PERCA MAIS TEMPO!

VENHA DESCOBRIR COM A COACH DE MAMÃES OS SEGREDOS PARA SUA BARRIGA RETA DEPOIS DA GRAVIDEZ

<< ADQUIRA AGORA CLICANDO AQUI >>

 

5 Perguntas que as mamães fazem após a gravidez

Por Gizele Monteiro – Coach de Mamães by Pós-parto em Forma

 

As “5 perguntas que as mamães mais me fazem no pós-parto”

Como personal gestante – coach de mamães, tenho sempre que esclarecer muitas dúvidas quando elas me procuram. Selecionei as 5 dúvidas – perguntas mais frequentes que me chegam pelas redes sociais ou até mesmo em meu e-mail.

 

Pergunta 1. Estou amamentando e engordando! O que eu faço?!!

Amamentação ajuda a emagrecer

Dúvida muito comum mesmo e acontece com grande parte das mamães, o que faz bater aquele desespero.

Bom, a primeira coisa a entender é que a amamentação é uma forte aliada à volta do peso – emagrecimento – e no gasto calórico. Ela gasta muitas calorias!!

Se você está amamentando e não está emagrecendo ou até mesmo (o pior) … está engordando … é porque está se alimentando de forma errada. Entenda que alguma coisa na sua alimentação não está certa.

Então você precisa entender como se alimentar e como é a sua visão de uma alimentação saudável, por isso pare e faça essa análise agora. ANOTE TUDO O QUE VOCÊ ESTÁ COMENDO.

Será que realmente a sua alimentação está saudável e atendendo as necessidades nutricionais suas e do seu bebê?

Com certeza você achará erros e identificando esses erros você verá que irá voltar ao seu peso.

Vou citar alguns aqui que constantemente vejo em minhas alunas e consultorias que realizo:

  • beber refrigerantes,
  • comer muitos doces e pães,
  • beliscar ao longo do dia
  • ficar muito tempo sem comer e quando vai comer, enche o prato
  • comer demais porque tem “fome” por causa da amamentação

 

Aliás “essa fome” merece um destaque.

“Algumas mamães se queixam que ficam com uma fome insuportável depois de amamentar. De fato isso pode acontecer, mas cabe a você então comer adequadamente. O que acontece é que a maioria se entope de besteira ou bate o maior pratão de pedreiro … alimentos que não são nada saudáveis ou uma quantidade muito acima do que você precisa. E uma coisa também fica clara quando vejo mamães que não sentem essa fome avassaladora … normalmente elas comem adequadamente e não ficam longos períodos sem comer, são mais disciplinadas em observar seus horários de se alimentar. Tenho mamães inclusive que ingerem alimentos enquanto amamentam … frutas secas, oleaginosas, um suco, uma fruta. Então você pode perceber que a “disciplina é fundamental nessa fase”.

 

 

A segunda coisa importante é ser ativa, isto é, incluir uma rotina de exercícios no seu dia, nem que seja em casa. O exercício ajudará não só na volta do peso, mas também a equilibrar o que você está ingerindo. O exercício também aliviará na ansiedade de estar dentro de casa – “trancada” – que normalmente te faz descontar na comida. Esse equilíbrio te ajudará também a se sentir mais bonita e de bem com seu corpo.

 

Pergunta 2. Posso fazer dieta amamentando?

Dietas restritivas – radicais, da moda, ou com baixo aporte calórico não são indicadas após a gravidez. Até mesmo porque você tem uma necessidade aumentada justamente por causa da amamentação. Então se você está se alimentando de forma saudável, o peso naturalmente voltaria ao que você tinha. Se isso não está acontecendo, meu conselho é procurar uma nutricionista para ajustar sua alimentação. Sua “dieta” será uma alimentação saudável e adequada para a sua fase. Eeee lembre-se seja ativa, faça exercícios.

 

Pós-parto em Forma

Pergunta 3. Para voltar ao meu corpo é só amamentar??!!

Em uma postagem recente que fiz, vi várias mães comentando … para voltar ao corpo basta amamentar.

Bom minha resposta é clara e objetiva … NÃO … NÃO BASTA!

Amamentar ajuda na sua volta do “PESO”  e não do seu “CORPO”.

Volta do peso e Volta do corpo são coisas completamente diferentes!!!

Tanto que atendo várias mamães com meu programa para a volta da barriga, que estão magras, mas suas barrigas estão como se tivessem grávidas de 3-4 meses … algumas até de 6 (conforme comentam rsrsrs).

A volta do corpo envolve um conceito muito maior, pois é a volta de todo o seu corpo … barriga, bumbum, postura, prevenção de dores, assoalho pélvico. Por isso meu projeto é um programa completo … o programa Pós-parto – Mães em Forma faz a volta e recuperação completa do seu corpo.

Pode ser que você até fique feliz com o que está fazendo, mas não significa que seu corpo tenha voltado totalmente.

 

Pergunta 4. Estou amamentando, posso fazer exercícios? O exercício não prejudica a amamentação?

Sim, pode fazer exercícios se você está amamentando!

Esse medo, é bem comum, mas adianto que um programa especializado e que atenda realmente as suas necessidades não comprometerá em nada a amamentação. A intensidade e o volume da atividade associado a hidratação adequada garantem que você mantenha a amamentação durante o período que desejar e fluir conforme o seu corpo.

Há muitos anos atendo mamães nos mais diferentes perfis e o exercício do meu programa nunca interferiu na amamentação, por isso se você ouviu ou tem outra experiência, algum erro aconteceu.

 

Pergunta 5. Depois de quanto tempo do meu parto eu posso fazer exercícios?

Hoje tem mudado muito o tempo de liberação dos médicos para que a mamãe volte ou inicie os exercícios.

Atendo mulheres que em 30 dias pós-cesárea já estão liberadas pelos seus médicos para voltarem para atividades leves como caminhada ou exercícios posturais ou braços.

Mas o comum ainda entre os médicos é:

30-40 dias para parto normal e 40-60 dias para cesárea.

Só fique em alerta que mesmo que seu médico libere para a prática, essa deve ser adaptada para as novas condições do seu corpo.

Você não deve voltar a fazer os mesmos exercícios de antes da gravidez. Seu corpo agora é outro, tem outras necessidades, está totalmente instável. Como um treino de uma mulher que não estava grávida pode te ajudar? Não irá!

Inclusive pego casos seríssimos de diástases pioradas com os treinos de pilates e musculação. Isso acontece porque um profissional sem um olhar de especialista não consegue entender a nova necessidade do seu corpo e nem como recuperá-lo. Seria a mesma coisa que você procurar um clínico geral para ver sua lesão de joelho.

O programa ideal, começa a recuperar seu corpo a partir da barriga, iniciando pela avaliação da diástase.

Você já viu se tem diástase?

Se você não sabe se tem a diástase, pode fazer o teste com meu e-book gratuito. Basta clicar no botão abaixo e se cadastrar para que eu possa te enviar.

 

 

E se você deseja ter um programa que te ajude nesse passo a passo para ter seu corpo de volta … Conheça o Pós-parto – Mães em Forma!

 

Clique no Link e seja direcionada para o programa que deixará seu corpo e sua barriga incrível!

 

<< QUERO CONHECER O PROGRAMA PÓS-PARTO-MÃES EM FORMA >>

 

 

 

Exercícios que aumentam o risco de diástase na gravidez

Diástase na gravidez – entenda que exercícios podem aumentar o risco dela – Por Gizele Monteiro – Personal Gestante e Coach de Gestantes – by Gravidez em Forma

 

Olá gravidinha !!!

Será que alguns exercícios e movimentos podem aumentar o risco de diástase na gravidez?

A resposta para essa simples pergunta é … SIM!!!

Frequentemente venho alertando aqui no blog e também em minhas redes sociais (Instagram e YouTube) sobre os cuidados que você deve ter na gravidez para prevenir a diástase com rompimento.

Alguns exercícios não devem ser feitos por uma gestante e um exemplo de posição é exatamente essa da foto.

 

 

  • PREVENINDO A DIÁSTASE NA GRAVIDEZ

Você deve tomar cuidado e de preferência eliminar exercícios que projetam sua barriga para baixo.

Além deles sobrecarregarem a coluna – que está extremamente sensível – aumentam a pressão sobre os músculos abdominais, que estão alongados e mais fracos.

Então esse conjunto de ações, aumenta o risco de você ter Diástase dos Reto abdominais com ruptura.

O resultado disso, é que você poderá perceber uma aparência de “buraco” e uma musculatura instável depois da gravidez.

Diástase com rompimento depois da gravidez
Diástase com rompimento depois da gravidez

Durante a gravidez, você poderá perceber um abaulamento se você tiver diástase. Geralmente mais ao centro na região acima do umbigo.

Onde está esse abaulamento não é regra, por que depende do rompimento … e pode haver o abaulamento em outra região ou por toda a linha alba.

E isso pode acontecer mesmo com abdominais fortalecidos antes da gravidez, isto é, pode acontecer mesmo em mulheres treinadas.

Por isso todo cuidado é pouco !!!

 

 

 

  • DOR OU LESÃO NOS ABDOMINAIS E QUADRIL! CUIDADO !!!

Outro ponto a se observar é que exercícios nessa posição podem sensibilizar a inserção dos músculos abdominais no quadril e com isso gerar dor ou inflamação.

Isso também aumenta o risco de diástase com ruptura total da linha alba, uma vez que novamente há uma lesão instalada.

Você deve lembrar e entender que todo seu corpo não só está sendo modificado sobre a influência de ação hormonal, mas também extremamente exigido com o crescimento e peso da barriga. Esses músculos são levados ao limite!

 

  • ASSISTA O VÍDEO QUE PREPAREI NO MEU CANAL DO YOUTUBE !

 

E para ter uma orientação completa com os detalhes do que você pode e precisa fazer para evitar uma diástase na gravidez, você pode conhecer o programa que preparei para isso.

Se você deseja um programa seguro durante a gravidez, acesse meu site e conheça o programa Gravidez em Forma!

Te espero lá clicando no botão abaixo!