Escoliose e Gravidez

Escoliose e Gravidez – Por Gizele Monteiro

 

Será que a escoliose é um risco para a gravidez e será que ela pode provocar complicações?

Resolvi escrever esse post porque vi que a escoliose é temor em muitas mulheres que desejam uma gravidez.

A primeira coisa que quero discutir é …

 

1. Será que mulheres com escoliose podem ter complicações na sua gravidez?

Do ponto de vista fisiológico a escoliose NÃO traz riscos para a mamãe e para o bebê.

As ocorrências e problemas que podem ocorrer são mais ligadas a queixas e incapacidade de movimentar-se.

Vamos entender algumas alterações gestacionais que devem ser acompanhadas por quem tem uma escoliose mais severa.

Durante a gravidez, naturalmente há grande mudança postural e nem sempre (aliás poucas vezes) a mulher está preparada para essas mudanças.

O ideal então seria a mulher se preparar não só fisicamente para a gravidez, mas também posturalmente. Realizar exercícios direcionados para a postura, direcionados para fortalecer e alongar músculos que serão bem sobrecarregados na gravidez.

 

#Portanto a “primeira orientação” se você está querendo engravidar é … prepare-se para a gravidez.

 

Essas mudanças posturais que ocorrem durante a gravidez, juntas com o crescimento do útero (e do bebê) alteram o funcionamento do diafragma (o músculo respiratório) mais para o final da gestação. Isso por que ele tem menos espaço para realizar sua função e movimento. Essa limitação no movimento dele, do ponto de vista fisiológico,  poderá ser o maior incômodo para a mulher com escoliose.

Na verdade isso já é muito e natural da gravidez – pode perceber que praticamente toda gestante se queixa de ficar sem ar, se sentir mais cansada, uma certa dificuldade em respirar. E é aí, que dependendo do nível da escoliose, essa pode ser uma queixa mais acentuada … mais falta de ar ou cansaço.

Então nos casos de você apresentar uma escoliose mais grave, isso pode ser intensificado. É importante então ter um trabalho postural para o controle dessa alteração durante a gravidez.

 

 

2. Que problemas podem acontecer então ?

Portanto analisando … as complicações ligadas a esse desvio estão mais ligadas as mudanças biomecânicas do que fisiológicas.

Por isso um bom trabalho postural e exercícios especializados ajuda muito nesse conforto e equilíbrio fisiológico para o bebê. Mais adiante falarei dos exercícios …

 

A. Dor nas costas

Outro ponto importante a ressaltar nessa questão biomecânica é a dor nas costas.

 

A dor nas costas e quadril é a queixa mais comum da gestação.

Atinge praticamente 70% das gestantes.

 

B. Hérnia de Disco e Gravidez

A hérnia de disco é comum entre as mulheres grávidas. Ela pode ocorrer pois o aumento do peso abdominal desloca o eixo de equilíbrio e provoca uma maior curvatura na lombar, isto é, acentuará mais a lordose da lombar, o que levará a dores nas costas e, aumentando a chance da hérnia de disco aparecer.

Mais uma vez vemos …  a importância de se preparar o corpo para a gravidez, fortalecendo a musculatura que protege e estabiliza sua coluna.

 

C. Meu bebê está em risco?

O bebê não está em risco simplesmente porque a mãe tem escoliose.

Na verdade, a maioria das mulheres com escoliose não tem nenhum problema com filhos.

No entanto é bom sempre comunicar ao médico obstetra e anestesista sobre a escoliose se ela for acentuada. Dependendo da curva da coluna vertebral, uma epidural pode ser mias delicada ou impossível para algumas mulheres com escoliose. Apresentar sempre o caso será sua maior segurança e conforto nas dúvidas.

A GRAVIDEZ PODE PIORAR A ESCOLIOSE?

Sim!

De forma geral após a gravidez muitas mulheres ficam com sua postura pior. Essa postura inclusive piorano pós-parto com os cuidados com o bebê.

Muitas mulheres se não tem dor nas costas na gravidez, podem tê-las após a gravidez. Há aumento de risco de hérnias de disco.

Principalmente no terceiro trimestre, você deve ter mais cuidado com suas costas e postura.

Por causa dos hormônios liberados durante a gravidez, os ligamentos são naturalmente mais relaxados. Isso pode levar ao aumento dos ângulos do desvio e a dor nas costas, quadril ou perna podem aparecer.

Para aquelas que tiveram cirurgia de fusão espinhal, dor nas costas de longo prazo e diminuição da satisfação com a cirurgia são comuns após a gravidez.

IMPORTÂNCIA DOS EXERCÍCIOS PARA GESTANTES COM ESCOLIOSE

 

A prática de exercícios especializados e direcionados para o fortalecimento das costas, barriga e períneo ajudam a evitar essa dor nas costas e no quadril durante a gravidez.

 

Essa dica e orientação é porque naturalmente sua postura irá mudar por que a gravidez faz isso. E com essas alterações posturais seus músculos serão sobrecarregados. Eles trabalharão da forma que nunca trabalharam. E precisam estar APTOS para isso!

Os desvios posturais de forma geral – tanto a escoliose quanto a cifose ou hiperlordose – aumentam a chance de dores nas costas e no quadril (que como visto acima já são bem comuns na gravidez).

Esse seria o “principal risco para a gravidez”.

 

Uma dor não controlada pode aumentar a possibilidade do uso de medicamento e ela cronificar e te levar ao repouso antes do final da gravidez.

 

Todos os desvios posturais também aumentam o risco de ter diástase abdominal (veja #diastaseabdominalbygizelemonteiro ).

A diástase pode:

  • aumentar a chance de você ter dores nas costas na gravidez e depois
  • deixar a estética da sua barriga comprometida – flácida e estufada
  • aumentar o risco de escapes de xixi – conhecida como incontinência urinária

 

Que programa você pode fazer?

Aluna do programa online Gravidez em Forma

O programa online Gravidez em Forma foi elaborado considerando todos esses cuidados que você precisa, com exercícios posturais, seguros e que irão te ajudar a controlar o peso, evitar dores, evitar a diástase e escapes de xixi.

O que você faz durante a gravidez, contribui com seu bem estar e disposição tanto na gravidez quanto no pós-parto. Esses cuidados também aceleram a volta do seu corpo.

 

 

DEPOIMENTO da minha aluna – Claudia – São Paulo:
“Gi … ganho de peso ok, não sinto dores na coluna.
Em função de uma severa escoliose, fiz uma artrodese que me “presenteou” com 30 parafusos.
Meu médico sempre foi muito otimista sobre engravidar apesar da escoliose. A grande recomendação dele sempre foi controlar o peso, porque isso sim poderia me causar muitas dores.
Uma benção seu programa! Grande beijo”

 

 

Então … agora é com você!

O programa Gravidez em Forma pode te ajudar em todos esses passos!

Quer saber mais ? Clique no botão !

 

 

Seja ativa! Bons treinos!

 

Postura e Dor nas Costas na Gravidez – como evitar

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante

 

A Dor nas costas e a Postura na Gravidez estão intimamente ligadas.
 
A gravidez é cercada por muitas mudanças corporais, dentre elas as fisiológicas e anatômicas. Essas adaptações e modificações são provocadas pelas necessidades funcionais e metabólicas impostas pela gravidez.
 
O mecanismo compensatório postural mais relatado por autoridades é um aumento da curvatura lordótica da mulher. Isso acontece por causa do aumento do volume abdominal para alojar o bebê.
 

 

Como evitar dor nas costas na gravidez by Gizele Monteiro
Dor nas Costas na Gravidez
 
Uma das complicações mais comuns da gravidez é a dor nas costas (principalmente na região lombar) e cerca de 50% das mulheres sofrerão com ela durante a gestação.
 
O exercício é usado como uma das medidas eficientes para a prevenção da dor lombar durante a gravidez.
 
Se você o fizer desde cedo – início da gestação – somando-se com várias orientações posturais e ergonômicas terá um efeito muito bom. Os exercícios de alongamento, fortalecimento e relaxamento muscular serão os principais para esse efeito.
 
Muitos estudos já mostram o quanto essa combinação é positiva, aliviando inclusive dores já instaladas.
 
Os exercícios de alongamento são parte dessas recomendações.
 
Eles ajudam no relaxamento e compensação da postura, promovendo em você também uma percepção corporal. Isso permite reconhecer quando houver sobrecarga da região durante a execução de alguma atividade, ou durante a manutenção prolongada de uma postura.
 
Para te ajudar nesse caminho, eu criei um conteúdo fantástico e que traz informações valiosas e um passo a passo com exercícios já direcionados para essa prevenção.
 
Acesse agora esse conteúdo com mais 8 palestras incríveis (em vídeos) que te ajudarão a ter uma Gravidez saudável e em Forma. Junto com esse curso você recebe 2 bônus – 2 guias que te ajudarão a não inchar e a “evitar as temidas dores nas costas” com todo esse passo a passo.
Clique no botão abaixo para começar agora a controlar seu peso e evitar as dores nas costas.

Exercícios no pós-parto – amenizando e prevenindo a dor lombar

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante

Os exercícios no pós-parto pode amenizar e prevenir a dor lombar – a famosa dor nas costas.

Dor nas costas após a gravidez
Dor nas costas após a gravidez

E engana-se quem acha que vai se livrar da dor lombar, muitas vezes ela aparece exatamente depois. Isso por causa do grande e repetitivo esforço que se faz para cuidar do bebê.

Estudos mostram que ela tende a desaparecer nos primeiros 6 meses do pós-parto, mas o fato é que quase 82% das
mulheres continuaram a ter dores por 18 meses do período pós-parto.

Na gestação, a orientação de exercícios fica limitada por causa do volume abdominal e por isso o profissional deve saber quais exercícios realizar. Infelizmente não são todos os profissionais que conhecem o suficiente para fazer essa escolha. Esse é um dos motivos do programa Gravidez e Mães em Forma dar tanta importância para a prevenção de dores nas costas. Os exercícios são selecionados desde a gravidez e continuam após, pois não todos os exercícios que a mamãe (também) pode fazer. É necessário saber se tem diástase e como está a recuperação da sua barriga

 

<< quer saber se tem diástase pós gravidez – clique aqui >>

 

Mães em Forma
Mães em Forma

O exercício na gravidez ajuda na prevenção, no entanto se você está no pós-parto, é preciso também uma seleção de exercícios com esse objetivo.

A primeira coisa é recuperar a postura e a força abdominal com exercícios especializados. Exercícios em equipamentos não são os mais indicados. Deve-se optar por exercícios utilizando halteres ou banda elástica.

Preparei para você no programa Mães em forma, um passo a passo para recuperar barriga e também a sua postura e dessa forma prevenir a dor nas costas, ou melhorá-la.

 

Sedentarismo não é a solução. Sua postura precisa ser reorganizada.

 

Saiba mais sobre o programa Mães em Forma

Clique aqui e conheça o Mães em Forma

Postura e Lombalgia na gravidez

Lombalgia e gravidez

Uma das complicações mais comuns  da gravidez é a dor lombar.

Cerca de 50% das mulheres sofrem de lombalgia durante a gestação.

A carga mecânica e/ou a frouxidão ligamentar provocadas por um hormônio chamado relaxina estão associadas com a elevação da incidência de dor lombar em gestantes. A frouxidão ligamentar na região pélvica está ligada com a disfunção na articulação sacroilíaca e com as alterações na sínfise púbica observadas durante a gestação.

 

Postura e lombalgia na gravidez
Postura e lombalgia na gravidez

Descrita como aquela que não difere da dor lombar fora do período gestacional, segue abaixo algumas características:

  • Estimulada quando se faz a flexão do tronco, causa a diminuição da amplitude para a região,
  • Dor à palpação da musculatura paravertebral lombar.

Medidas Preventivas para a lombalgia gestacional

Durante a gestação as medidas preventivas devem ser adotadas o mais cedo possível, sendo que a gestante deve ser reeducada nas suas atividades diárias.

Para a prevenção entre os exercícios recomendados estão os que se destinam a “relaxar e alongar” a musculatura lombar e desenvolver na mulher uma percepção corporal para quando ela estiver sobrecarregando a região lombar durante a execução de alguma atividade, ou manutenção prolongada de uma postura, ela reconheça esta sobrecarga e realize movimentos compensatórios, aliviando a tensão nesta região.

  • Dor lombar: acrescentar exercícios de alongamento para as costas, posturais e abdominais para evitar a hiperlordose lombar.

Dor nas costas na gravidez

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante e Coach – Gravidez em Forma – programa online

 

A dor nas costas acomete muitas mulheres na gravidez.

Infelizmente poucas sabem que os exercícios aliviam as dores e outros desconfortos.

Dor nas costas na gravidez
Dor nas costas na gravidez

À medida que a barriga cresce durante a gravidez, o centro de gravidade do corpo da mulher muda e com isso todo o restante do corpo tem que fazer um ajuste. O movimento natural compensatório do corpo é inclinar o tronco um pouco para trás e isso faz com que a coluna lombar e o quadril sejam forçados, o que resulta em dores nas costas.

Essa compensação gera uma sobrecarga nos músculos da região lombar por causa do aumento de peso e uma mudança na forma de caminhar devido ao alargamento do quadril. Esses músculos na grande maioria das pessoas, incluindo gestantes são fracos e encurtados, o que complica e aumenta o risco da gestante ter dor lombar – a famosa dor nas costas.

“Tudo contribui para o incômodo que elas podem sentir”, afirma a personal gestante Gizele Monteiro, mestre pela Unifesp em exercícios na gravidez e autora do livro “Guia Prático de Exercícios para Gestantes” (Phorte Editora) e do e-book “Gravidez em Forma” (encontrado pelo site gravidezemforma.com.br).

Em entrevista ao programa Bem Estar da rede Globo, mostrei vários exercícios que aliviam e previnem as dores.  Também mostrei algumas mudanças ergonômicas que podem reduzir a pressão sobre essa região e evitar a dor nas costas.

Vale a pena assistir o vídeo!

 

Para acessar um programa que te ajude na prevenção das dores acesse o link oficial do programa << Quero conhecer o programa Gravidez em Forma – Clique aqui >>

Saiba como ter uma gravidez em forma e saudável para evitar dores e peso excessivo na gravidez.

Te espero lá!