Importância do Treinamento da Flexibilidade para a Saúde

Profa. Ms. Gizele A. Monteiro

Quando pensamos no trabalho com indivíduos sedentários, que normalmente procuram a atividade física por estética, recomendação médica ou melhora da qualidade de vida, não podemos esquecer que essas pessoas estão em “nossas mãos” para melhorar seu bem-estar. Portanto, é de extrema importância como orientá-las para que os seus objetivos sejam alcançados.

A flexibilidade, de acordo com vários autores, apresenta inúmeros benefícios no aspecto “saúde” e quando se inicia um treinamento desta capacidade física, os benefícios são ilimitados (Alter, 1988; Corbin, 1984; Fox, Fox & Kirby, 1987).

Um exemplo é a referência do uso dos “exercícios de alongamento” com eficiência no tratamento da dor lombossacra (lombalgia), tensão e dores musculares (Billing e Loewendahl, 1949; Kraus e Raab, 1961, citados por Watson, 1986; de Vries, 1981).

O exercício orientado para saúde do movimento não deve ter como objetivo alcançar grandes amplitudes, mas sim a manutenção funcional do movimento e da estrutura músculo-articular.

Postura e Lombalgia

A relação da Flexibilidade e a boa postura é teórica e clínica. O desequilíbrio muscular entre o fortalecimento e a falta de alongamento em alguns grupamentos musculares pode contribuir para uma má postura.

A falta de flexibilidade normal pode ser responsável pela má postura, compressão de nervos periféricos, dismenorréia e outras doenças. A lombalgia (dor lombar) é uma das mais freqüentes aflições da nossa sociedade moderna.

Em pesquisas realizadas em 1974, as companhias de seguro relataram mais queixas de incapacidade por problemas lombares que qualquer outra causa, confirmando que 80% das dores lombares são devido à deficiência muscular, onde a limitação da Flexibilidade do quadril e coluna lombar pode predispor o indivíduo a esse quadro de lombalgia.

O que torna a lombalgia tão comum, é que as atividades normais da vida diária não alongam os músculos posteriores. Logo, estes grupamentos musculares freqüentemente encurtam-se e perdem a extensibilidade, diminuindo conseqüentemente a amplitude de movimento para a flexão do quadril.

As dificuldades de movimentos que envolvem as regiões do tronco e quadril, devido os menores índices de Flexibilidade nessas regiões, tem demonstrado elevada associação com o aparecimento de desvios posturais.

Relaxamento Muscular

Um dos importantes benefícios de um programa de alongamento é a promoção do relaxamento. Quando um músculo fica parcialmente contraído por um período de tempo, ele pode desenvolver contratura.

Esta síndrome mais a tensão muscular crônica pode levar o músculo ao encurtamento e fazê-lo perder suprimento, produzindo uma rigidez muscular. O alongamento estático combinado com um programa de relaxamento é de maior valor para o alívio desta situação.

Referências Bibliográficas:

ALTER, M.J.: Science of stretching, Human Kinetcs, 1988.

AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE: Guidelines for exercise testing and prescription, 6th ed., 2000.

BENSABAT, S.: Stress, grandes especialistas respondem, Ed. Mensajero, 1987.

BLOOMFIELD, J. and WILSON, G. Flexibilidade nos esportes. In: Treinamento no Esporte, Phorte Editora, São Paulo, 2000.

CORBIN, C.B.: Flexibility, Clinics in sports medicine, vol.3(1), 1984.

DE VRIES, H.A.; et alli: Tranquilizer Effect of Exercise, Am. J. of Physical Medicine, vol.60(2), 1981.

FOX, E.L.; FOX, A.R.; KIRBY, T.E.: Bases of Fitness, Leisure Press, pp. 123-4, 1987.

FOX, E.L.; BOWERS, R.W.; FOSS, M.: Bases fisio lógicas da Educação Física e Desportos, 4ª. ed., Ed. Guanabara Koogan, 1991.

GUEDES, D.P. e GUEDES, J.E.R.P.: Atividade física, aptidão física e saúde, Revista Brasileira de Atividade Física e saúde, vol.1(1), 1995.

HALL, S.: Biomecânica básica, Ed. Guanabara Koogan, 1993.

POLLOCK, M.L.; WILMORE, J.H. e FOX III, S.M.: Exercícios na saúde e na doença, Ed. Medsi, 1986.

RASCH, P.J.; BURKE, R.K.: Cinesiologia e anatomia aplicada, 5ª. ed., Ed. Guanabara Koogan, 1986.

WATSON,: Aptidão Física e Desempenho Atlético, pp.7, Ed. Guanabara Koogan, 1986.

Gizele Monteiro

Gizele Monteiro

É a maior especialista em Diástase e recuperação da barriga.
Criadora dos Programas Online Mães Sem Diástase e Gravidez Sem Diástase, já ajudou mais de 15 mil mulheres a conquistarem o sonho de ter a barriga reta, reverter a diástase sem cirurgia, sem remédio, sem tratamentos estéticos...

Gizele Monteiro

Consultora de celebridades e programas de TV.  Se tornou especialista em diástase e recuperação da barriga após a gravidez. Há 20 anos atuando e estudando sobre o controle de peso na gravidez e na volta do corpo da mulher após a maternidade. Fez mestrado na UNIFESP sendo pioneira e referência sobre Exercícios para Mães e Recuperação do corpo após a maternidade no Brasil e na Europa

Conheça Nossa Página

Canal do Youtube

Descubra Como Ter a Barriga Reta Após a Gravidez

Teste da Diástase: Veja como fazer!

Faça o Teste e Descubra se Você tem Diástase

Descubra Como Evitar a Diástase na Gravidez Com essa Série Gratuita