Uso de repelentes durante a amamentação

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante

Post do instagram (@dracalago) da Dra Carla Cristina Carvalho –  Ginecologista e Obstetra

Uso de repelentes na gravidez
Uso de repelentes na gravidez

Está chegando a época da dengue. A maioria dos repelentes para inseto contém o produto químico dietiltoluamida (DEET), que é o melhor estudado do mercado.

Os produtos de uso tópico, à base de#DEET, com concentração abaixo de 50% são considerados seguros para as grávidas e durante a amamentação – lactantes.

O ideal é o DEET estar entre 10 e 50%, sendo que quanto maior a concentração, mais tempo de exposição. Estando em 10% ele age só por umas 4h.

A maioria das opções de repelentes oferecidas pela repelex, off, autan, têm somente de 6 a 8% de concentração e, portanto, não são tão eficazes, durando sua ação apenas por 2 horas. Portanto, é essencial procurar no rótulo a informação sobre a concentração de DEET antes de comprar.

Os repelentes a base de #icaridina também são eficazes e considerados seguros, mas existem muito menos estudos que com o DEET. Um exemplo é o exposis que com 20% dá umas 10h de proteção. Sendo mais prático já que exige menos aplicações.

Os repelentes ditos “naturais”, como os à base de ervas, frutas cítricas, eucalipto e cedro, citronela, por exemplo, são usados há séculos, com efetividade incerta.

Fonte: UpToDate 2015 ?Dra Carla Cristina Carvalho?Ginecologista e Obstetra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *