Riscos e incômodos do sedentarismo na gravidez

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Gravidez em Forma

 

Sedentarismo na gravidez
Sedentarismo na gravidez

Muitas vezes ouvimos falar ou perguntar dos riscos do exercício na gravidez.

Mas, será que o sedentarismo não apresenta riscos também durante a gravidez? Quais seriam os riscos de uma mulher ficar sedentária na gravidez?

Sabemos que o sedentarismo traz muitos riscos para saúde de qualquer pessoa. Hoje estima-se que 70% dos brasileiros são sedentários e com isso temos milhares de pessoas com doenças crônicas, como doença cardíaca, acidente vascular cerebral, câncer, doenças respiratórias, hipertensão e diabetes. Essas doenças são responsáveis por muitas mortes no mundo e no Brasil.

Sempre mostro aqui no meu blog e nas minhas redes sociais os vários benefícios que o exercício traz durante a gravidez, mas dessa vez vou apontar os grandes riscos e os incômodos que o sedentarismo pode trazer à saúde da mulher e do bebê.
Como você vai querer carimbar sua saúde e a do seu filho?
Riscos do sedentarismo para a gestante:
  • aumento do risco e da porcentagem de gestantes que desenvolvem doenças como hipertensão e diabetes gestacional, inclusive a pré-eclampsia que coloca em risco a vida da mãe e do bebê.
  • gestantes sedentárias ganham mais peso que gestantes que se exercitam. Isso faz com que seu corpo e seu peso demore mais para voltar e as chances de você se manter com sobre peso aumentam também após a gravidez.
  • você se sentirá e estará mais pesada, menos ágil e chegará ao final da gravidez com um condicionamento pior,
  • pernas mais pesadas e doloridas,
  • fica mais inchada e seus pés poderão ficar sem movimento adequado. Esse inchaço também promove mais dor nos pés e nas pernas. Isso acontece porque você não faz o seu sangue circular e o líquido se acumula nas pernas, aumentando o inchaço.
  • mais dores nas costas por causa da má postura e também falta de força dos músculos. Uma vez que você não se exercita, seus músculos não estão preparados para suportarem o esforço extra que a gravidez traz. Com isso gera-se mais dores e problemas na coluna.
  • ficará ansiosa e normalmente essa ansiedade é descontada na comida. Isso aumentará a chance de você ganhar mais peso.
Riscos do sedentarismo da mãe para o bebê:
– o bebê pode nascer com sobrepeso porque a mãe desenvolvei diabetes gestacional
– se a mãe desenvolver hipertensão, aumenta-se o risco do bebê nascer com baixo peso
– todas as doenças que a mãe desenvolver na gravidez, aumentam a chance do bebê tê-las a partir da adolescência, principalmente se há uma vida em que cuidados com a saúde não são mantidos.
– se a mãe desenvolveu obesidade há uma chance maior do filho ser obeso.
O que fazer para mudar esse quadro?
Se você já está com 1 ou mais sintomas acima apresentados, é hora de você repensar. Que tal fazer exercícios?
Não importa a fase ou trimestre que você está!!
Só precisa da liberação do seu médico.
Para facilitar a sua vida e você nem gastar tempo e dinheiro com academia, criei o programa online Gravidez em Forma!
Basta você acessar nosso site (clique aqui) e adquirir o e-book que te ensinará como controlar o seu peso e após o programa.
Gizele Monteiro

Gizele Monteiro

É Criadora dos Programas Online Gravidez em Forma e Pós-parto – Mães em Forma que já “ajudou centenas de gestantes a não engordarem e mamães a voltarem ao seu corpo de antes”. Nesse método a diástase tem melhora e a barriga fica reta.

Gizele Monteiro

Consultora de celebridades e programas de TV”.  Se tornou especialista em diástase e recuperação da barriga após a gravidez. Há 20 anos atuando e estudando sobre o controle de peso na gravidez e na volta do corpo da mulher após a maternidade. Fez mestrado na UNIFESP sendo pioneira e referência sobre Exercícios para Mães e Recuperação do corpo após a maternidade no Brasil e na Europa

Cadastre-se para receber

Conheça Nossa Página

Canal do Youtube

Como perder barriga depois do parto

Baixe Agora mesmo Seu E-book Grátis!

O que é Diástase? Como saber se eu tenho? O que fazer se o teste que eu fizer comprovar que estou com Diástase? … São essas respostas que estão detalhadas neste e-book.