HIIT no pós-parto? Será seguro?

HIIT depois da gravidez – Por Gizele Monteiro – Personal Gestante

 

HIIT depois da gravidez – é seguro?

O HIIT – treino intenso – com certeza é o queridinho do momento como método de emagrecimento.

Claro que essa então é uma dúvida comum das minhas alunas … Gizele o HIIT é seguro no pós-parto para voltar a forma?!

Primeiro vou esclarecer o que é e o que significa  a palavra HIIT.

O termo é uma abreviação que vem do inglês – High Intensity Intetermittent Training, isto é, Treinamento Intervalado de Alta Intensidade. No português não fica tão bonita a sigla não é (risos) ?!

Basicamente o método é composto por uma série de estímulos curtos e muito intensos – exercícios rápidos, curta duração e em alta intensidade, seguido por um período de recuperação.

O foco então é levar sua frequência lá em cima, na maior intensidade possível, num treino curto (que tem sido “vendido como excelente para uma mãe que não tem tempo).

 

 

CUIDADO … NEM TUDO É O QUE PARECE?

Só com essa informação você já pode entender “se esse método é adequado ou não para quem está no pós-parto”.

Vou explicar melhor !!!

  • Seu coração

Durante a gravidez seu corpo muda drasticamente. E uma alterações mais intensas acontece em todo seu sistema cardiovascular – coração e vasos são totalmente alterados para bombear, levar – trazer e suportar mais sangue para você e seu bebê.

A volta de tudo isso não é imediata. É gradativa e leva-se em torno entre 6 meses a 1 ano para que esses ajustes voltem ao que era antes da gravidez. Algumas alterações podem nem voltar se não houver um treino específico.

 

  • Ligamentos, ossos e músculos

Além de toda mudança fisiológica temos também as biomecânicas – ossos, ligamentos, músculos e postura – também não voltam rapidamente ao que eram. Principalmente sua barriga!

 

“Os músculos da sua barriga (todos os abdominais) permanecem fracos e alongados. Muitas desenvolvem a diástase – que deixa sua barriga saliente, estufada e flácida.”

 

Os ligamentos ainda permanecem soltos, adaptados pelo hormônio relaxina que deixa eles soltos como uma forma de preparar seu corpo para o parto. Inclusive seu quadril também não voltou ainda.

Imagina então aplicar um método intenso para o seu coração e que usa movimentos rápidos e muitas vezes muito dinâmicos?!!

Os treinos com HIIT por vários motivos solicita muito do seu coração e vasos além de todo seu corpo – parte muscular e ligamentar.

 

HIIT E A AMAMENTAÇÃO

Uma preocupação comum da mulher é a amamentação.

O metabolismo do HIIT também é preocupante, afinal enquanto houver amamentação a indicação das autoridades internacionais e dos pesquisadores é de que não se realize exercícios intensos que levem a produção e acúmulo de lactato.

E o HIIT faz isso!

Essa aliás é sua proposta.

O alto nível de lactato pode alterar o sabor do leite e fazer com que o bebê recuse mamar, com isso a ausência do estímulo de sucção a tendência é secar o leite. Veja mais no artigo que escrevi – O exercícios pode prejudicar a amamentação? Clique aqui para ler!

Outros aspectos ainda devem ser considerados como: tipo de parto, histórico de condição física e experiência anterior com esse treino. Definitivamente ele não é um treino para iniciante.

 

O QUE FAZER? VOLTE DE FORMA GRADATIVA

Por mais eficiente que esse método seja, é importante respeitar sua atual condição física e retornar gradativamente.

Seu corpo precisa ser recuperado.

Sua barriga, quadril, períneo, postura! Tudo isso é importante!

Você pode ter um treino totalmente adaptado para mães, para fazer em casa ou na academia!

Conheça mais sobre o programa online Pós-parto – Mães em Forma

Acesse o portal e veja toda a apresentação e também os resultados que o programa apresenta!

 

 

Se você deseja saber se tem diástase … Basta se cadastrar no portal – Clique aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *