Atividade física na amamentação pode?

amamentação e atividade fisica
A atividade física na amamentação, será que pode?

A atividade física na amamentação, será que pode? Noto que as mamães tem muitas dúvidas em relação a este assunto e por isso eu resolvi listar as principais e esclarecer para vocês!

Posso fazer exercícios na amamentação?

O correto é que a mamãe volte a prática de exercícios com um programa especializado, que seja adequado nessa intensidade e prepare o seu corpo para a volta gradativa das suas antigas atividades e intensidades, respeitando os limites de recuperação do corpo, por exemplo: a barriga (core), postura e o períneo.

A sessão de treino deve ter intensidade adequada para não ultrapassar limites fisiológicos (formando muito ácido lático) e correr o risco de comprometer a amamentação, e também pelo exercício intenso ou em grande volume poder comprometer o sistema músculo-esquelético nesse período.

Quando posso começar a praticar atividade física depois do parto?

Devido a amamentação, o retorno à atividade física requer atenção e ajustes, por causa das mudanças que ocorreram no corpo da mulher durante a gravidez.

A volta deve ser gradativa, mas não só por uma preocupação com a amamentação, mas também porque durante o período gestacional muitas alterações corporais ocorreram e o retorno ao exercício deve sempre ser orientado por um profissional, que entenda essas mudanças do organismo feminino.

Quais cuidados devo ter quando me exercito?

A intensidade dos exercícios, com certeza! As pesquisas relacionadas a amamentação e exercício observam um aumento de ácido lático no leite materno.

Esse aumento relaciona-se com a intensidade do exercício, isto é, quanto mais intenso, mais ácido lático no leite.

Então, ao treinarmos, nosso organismo produz ácido lático e este ácido poderia modificar o sabor do leite, fazendo com que o bebê rejeite o peito. Se o bebê não mama, o organismo não tem estímulo para produzir mais leite, não havendo mais produção, o leite realmente pode secar, ou melhor, deixar de ser produzido.

Por isso, muito cuidado com treinos que não são especializados e que fazem você treinar de forma muita intensa.

Exercício físico seca o leite?

A produção de leite consome muita energia, uma mãe em fase de amamentação produz entre 800 e 1200 ml de leite por dia, e para cada litro de leite que a mãe produz, há um gasto entre 500 e 700 (pode ser maior para algumas) calorias em média.

Portanto, se o exercício for intenso ou num volume elevado, e a mulher tiver uma ingestão inadequada, poderá prejudicar a amamentação, pelo alto gasto energético que ocorre nesse período.

Preciso beber mais líquidos durante a a amamentação e os exercícios?

Além do exercício e da ingestão alimentar inadequada, uma falta de hidratação também poderá comprometer a amamentação.

Claro, vamos entender… leite é água e se a mulher estiver desidratada pelo exercício ou por não beber a quantidade adequada de água, terá seu leite reduzido…

Preciso usar top específico para os exercícios?

Sim, é necessário um cuidado com as mamas, porque durante a gravidez elas ficam maiores e mais pesadas e se mantém assim no período pós-parto durante toda a fase de amamentação.

Principalmente para atletas que realizam atividades de impacto, como corrida, certifique-se de que eles estejam bem firmes (talvez seja necessário usar dois tops ou um suporte mais adequado).

Quais os exercícios mais indicados para quem amamenta?

A gravidez exige cuidados especiais e no pós-parto e durante toda a amamentação não é diferente, a mamãe não pode simplesmente voltar para os exercícios comuns que fazia antes da gravidez.

Precisa de um programa especializado para orientar corretamente e assim ter os exercícios adequados para essa fase da amamantacao.

O seu corpo de mãe agora precisa de outros cuidados, e foi pensando em tudo isso, nesse momento de fraqueza dos seus músculos por todo o esforço da gestação e parto, do seu período de amamentação, da diástase – que é causadora de muitas das maiores sequelas que a mulher passa na gestação – que eu preparei um programa totalmente especializado e que respeita o momento do seu corpo.

Os treinos do programa Mães sem Diástase são adaptados.

Ou seja, os circuitos e séries para o corpo são com exercícios e movimentos adaptados para não forçar as regiões sensíveis, porque dessa forma você irá trabalhar com movimentos corretos para não se prejudicar, e também, o programa trabalha postura.

Por isso, eu quero te convidar a conhecer o meu programa especializado, que tem cuidado de milhares de mamães pelo Brasil e o mundo.

Esse programa é totalmente direcionado para este momento “mãe” que seu corpo está se adaptando, com o programa você irá saber os exercícios corretos para fazer nessa fase da amamentação e para depois da amamentação também.

O programa além de ser ideal para este momento, ainda vai te ajudar a recuperar todo o seu corpo, te deixando com a barriga reta novamente. Clique no botão abaixo para conhecer melhor o programa Mães sem Diástase.

Gizele Monteiro

Gizele Monteiro

É a maior especialista em Diástase e recuperação da barriga.
Criadora dos Programas Online Mães Sem Diástase e Gravidez Sem Diástase, já ajudou mais de 15 mil mulheres a conquistarem o sonho de ter a barriga reta, reverter a diástase sem cirurgia, sem remédio, sem tratamentos estéticos...

Gizele Monteiro

Consultora de celebridades e programas de TV.  Se tornou especialista em diástase e recuperação da barriga após a gravidez. Há 20 anos atuando e estudando sobre o controle de peso na gravidez e na volta do corpo da mulher após a maternidade. Fez mestrado na UNIFESP sendo pioneira e referência sobre Exercícios para Mães e Recuperação do corpo após a maternidade no Brasil e na Europa

Conheça Nossa Página

Canal do Youtube

Descubra Como Ter a Barriga Reta Após a Gravidez

Teste da Diástase: Veja como fazer!

Faça o Teste e Descubra se Você tem Diástase

Descubra Como Evitar a Diástase na Gravidez Com essa Série Gratuita