Importância da Vitamina D na Gravidez

Por Dra Lívia Pondorf – Instagram @ginecologiafuncional

 

Esse post é em homenagem a uma paciente minha, porque esse estudo é 100% ela! ❤️❤️ .
?Um estudo chinês foi publicado esta semana!

Vitamina D na gestação by Dra Lívia Pondorf

Um mega estudo incrível, uma meta análise, demostrando uma vez mais a importância da vitamina D na gestação. Desta vez, ela foi relacionada ao risco de Trabalho de parto prematuro.

O estudo detectou que a suplementação ? de vitamina D pode reduzir em até 43% este risco de parto prematuro!

Por favor, meninas tomem sua vitamina D ????!! Não deixem de fazê-lo.

Se por algum motivo vocês não tomam este suplemento, peixes e ovos não podem faltar em sua dieta.

☝? Lembrando que a recomendação é consumir peixe apenas 1 ou 2 vezes na semana e não mais do que isso.

Todo mundo fala sobre tomar sol para ajudar, mas infelizmente a maior produção de vitamina D com a ajuda do sol ☀️ ocorre com a exposição, sem protetor, entre as 11 e 15 horas, o que não deve ser feito por gestantes.

O melasma gravídico não é legal?

Gravem: vitamina D é obrigatório na gravidez ?

.

Um outro estudo mostrou a suplementação com vitamina D em diversas mulheres nos dois primeiros trimestres da gestação.

O resultado final chama muito a atenção!

Houve uma significativa diminuição na incidência de diabetes na gravidez no primeiro grupo. As gestantes que tinham pelo menos um fator de risco para essa patologia, e que não receberam a vitamina apresentaram taxas três vezes maiores de diabetes gestacional!!

 

Outra pesquisa testou diversas dosagens de vitamina D em gestantes com diabetes na gravidez. E o resultado? As pacientes com as mais altas doses de vitamina D tiveram uma melhora significativa na resistência à insulina, sem falar no aumento de diversos antixoxidantes, como a glutationa, que protege nossas células contra radicais livres e melhora o sistema imune.

 

**** Quem conhece alguém com diabete na gravidez? Super comum, não é? Então vamos começar a vitaminar essas mulheres durante a gestação. ????

 

Vitamina D e a doença mais comum na gravidez – a pré-eclâmpsia, a pressão alta na gravidez. ?

Diversos estudos já demonstraram que a deficiência de vitamina D está associada ao aumento do risco de pré eclâmpsia!

Um deles (2013) comprovou essa associação, que fica mais evidente quando há insuficiência? desta vitamina (níveis sérios abaixo de 50nmol/L). Já o segundo afirma que o risco de desenvolver pré-eclâmpsia em quem tem pouca vitamina D no sangue chega a ser 78% maior!!! ?

Acredita-se que este efeito se deva a mecanismos biológicos, imunes, placenta normal, excesso de inflamação e a hipertensão em si.

Além disso, há mais inúmeros estudos que comprovam esta relação!

 

Portanto, revisando os temas acima … a importância da vitamina D relacionada ao menor risco de pré eclâmpsia, de diabetes gestacional e de trabalho de parto prematuro, além de melhor controle do diabetes naquelas pacientes que apresentam níveis adequados de vitamina D.

Agora um outro estudo demonstra que pacientes que possuem baixos níveis de vitamina D apresentam 60% mais risco de terem bebês pequenos para idade gestacional.

Bebê saudável é bebê com peso dentro da média! ?

Bebês que tem peso muito reduzido, tem maior risco de doenças crônicas no futuro, e também de serem obesos.

Se temos a possibilidade de oferecer o melhor para eles, porque não?

Vitamina D e alimentação correta para que eles nasçam com o metabolismo super bonitinho para o futuro. ????

 

Você encontra a Dra Lívia Pondorf no Instagram – @ginecologiafuncional

e-mail: [email protected]

Refrigerantes na Gravidez

Por Gizele Monteiro – Coach de Gestantes

 

É fato que o refrigerante não tem nada saudável para qualquer pessoa. É exatamente o que chamamos de calorias vazias que não trazem nenhum tipo de nutriente.

 

Refrigerante na Gravidez

 

Mas e na gravidez?

Na gravidez o refrigerante se torna pior, pois ele não traz nada em termos nutricionais nem para você e nem para seu bebê.

 

Vou listar algumas razões mostrando o quanto o refrigerante pode fazer mal para saúde da gestante e do bebê:

  • refrigerante pode causar desconforto gástrico na gravidez e isso fazer mal te causando refluxo, asia ou queimação. Esse desconforto pode piorar com o consumo de qualquer bebida gaseificada, inclusive a água com gás
  • refrigerante contribui para o aumento de peso por conter muito açucar (muitas calorias vazias)
  • refrigerantes à base de cola, como a Coca-Cola e a Pepsi, têm muita cafeína – durante a gravidez não deve ultrapassar 200 mg por dia
  • refrigerantes podem aumentar os riscos da diabetes gestacional. Segundo a nutricionista Débora Rodrigueiro (PUC-SP), “a gravidez exige demais do metabolismo da mulher, o que faz com que os refrigerantes de cola não sejam bem absorvidos pelo organismo feminino neste período. A consequência disso é semelhante ao uma dieta cheia de açúcar: prejuízo para as células produtoras de insulina no pâncreas”.
  • refrigerante pode provocar retenção de líquidos

 

A versão zero, além de conter adoçantes que não são indicados na gravidez, apresenta ainda mais sódio em sua composição que os refrigerantes tidos como comuns. Esse fato é preocupante por causa de todas as mudanças de pressão que a gestante tem, e principalmente para as que desenvolvem pressão alta, o sódio aumenta os riscos , ainda mais quando consumido demasiadamente é um dos responsáveis pela pressão subir.

 

Por todas as informações relatadas, é importante entender que tanto na gravidez, quanto após, beber refrigerantes não será benéfico em nada.

Se você gravidinha deseja manter sua saúde e nutrição reveja seus hábitos.

Eu posso ajudar a entender mais sobre esse assunto, e o que fazer através de um curso online que preparei.

Fiz 4 vídeos explicando vários conceitos de saúde para que você não engorde na gravidez e promova saúde por sua alimentação para o seu bebê.

Clique no botão abaixo e cadastre-se no site que será direcionada para receber gratuitamente os 4 vídeos com minhas dicas …

 

 

Clique no símbolo e siga-me no instagram!

Alimentação no trabalho durante a gravidez

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante e Coach – Gravidez em Forma – programa online

 

Alimentação no trabalho
Alimentação no trabalho

Como deve ser a alimentação da gestante no trabalho?

A grávida moderna tem uma vida profissional até momentos antes do parto. Saber como se alimentar no período de trabalho é muito importante para controlar o peso e também para a saúde da mamãe e bebê.

A alimentação também será importante para evitar inchaço, azia, refluxo etc.

Você pode receber dicas valiosas que eu elaborei para o programa Gravidez em Forma.

Você pode se cadastrar para receber 4 Vídeos com dicas e orientações para te ajudar nos primeiros passos para controlar o peso na gravidez.

Basta se cadastrar acessando o site << www.gravidezemforma.com.br >>.

Clique e te espero lá!!!

Nutrição na Gestação

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante e Coach – Gravidez em Forma

 

Dicas e orientações para uma alimentação saudável - Gravidez em Forma
Dicas e orientações para uma alimentação saudável – Gravidez em Forma

Sem dúvida a nutrição na gestação, tem como meta estabelecer uma alimentação equilibrada para o desenvolvimento saudável do bebê e também manter a saúde e funções da mulher.

Uma alimentação equilibrada e saudável na gestação é um dos maiores presentes que você dá ao seu bebê.

O ideal é adotar um plano de alimentação saudável antes da gestação, mas independente do período gestacional que você se encontra, nunca é tarde para começar! Quanto antes você entender esses benefícios, melhor também será para o seu controle de peso.

O fornecimento de energia ao seu próprio corpo com uma mistura saborosa de alimentos nutritivos pode fazê-la se sentir mais saudável durante a gestação, e pode ajudar a estabelecer bases essenciais de crescimento e de saúde geral para seu filho.

Aluna do programa Gravidez em Forma
Aluna do programa Gravidez em Forma

A comida que ingerimos diariamente afeta a forma como nosso corpo funciona. Durante a gravidez ela também determina a saúde nutricional básica com que nossos filhos nascem e nos primeiros anos de infância, fornece um modelo para os seus hábitos alimentares durante a infância, podendo ser um modelo para a vida toda.

Você já ouviu falar nos primeiros 1000 dias do bebê?

Esses 1000 dias compreendem todo o período gestacional até 2 anos do seu bebê. Esse tempo é muito importante para a saúde futura do seu bebê.

Portanto a gestação é o momento da sua vida que seus hábitos alimentares podem afetar diretamente outra pessoa, além claro, de você e também sua saúde.

A decisão de incorporar legumes, cereais integrais e leguminosas, proteína,  e outras escolhas sábias do alimento em seu plano alimentar antes e durante a gestação vai dar ao seu bebê um bom começo na vida.

*Não se esqueça de incorporar nesses novos hábitos saudáveis o exercício físico.

 

No programa Gravidez em Forma, há um guia com orientações e dicas saudáveis … << Clique para ver e conhecer mais sobre o programa >>