Gravidez – exercícios para fazer em casa no inverno

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Gravidez em Forma

Exercícios para grávidas no inverno
Exercícios para grávidas no inverno

Exercícios físicos são fundamentais em todas as épocas do ano, sem dúvida. Se juntarmos o inverno, período que normalmente a nossa alimentação é mais calórica, há grande tendência em se engordar. Durante a gravidez esse efeito pode alterar a saúde da mamãe, fazendo com que seu controle do ganho de peso seja mais difícil. Por isso, os cuidados devem ser redobrados e o exercício passa a ser um aliado da gestante nesse período. Mas o frio também traz aquela “preguicinha”. Solução? Realizar exercícios em casa.

Atenta com essa preguiçinha que dá para sair de casa com o frio preparei algumas dicas para realizar os exercícios em casa, usando acessórios simples e preços acessíveis.

O programa online Gravidez em Forma tem exercícios especializados e que você pode fazer em sua casa. O objetivo do programa é te ajudar a controlar o peso e não engordar nesse inverno!!!

  • 5 exercícios que você pode fazer em casa:

1-  Alongamento dos músculos posteriores da perna. Sentada na bola ou cadeira, passar a banda elástica por baixo de um dos pés e o outro pé posicionado ao solo. Tracionar e inclinar o tronco até o ponto de leve desconforto. Segurar por 10 segundos e retornar lentamente.
2. Alongamento dos músculos do tronco (peitoral e braços). Sentado sobre a bola ou cadeira, pés bem apoiados ao solo. Segurando a banda pelas mãos, realizar a tração. Manter por 10 segundos.

3. Alongamento dos músculos do quadril e interno de coxa. Sentada num colchonete com um afastamento confortável das pernas, inclinar o tronco à frente mantendo a coluna ereta. Uma mãe toca a bola para apoio e a outra toca na coxa. Manter por 10 segundos.

4. Fortalecimento dos músculos das costas. Esse exercício auxilia na manutenção da postura e também do seu retorno no pós-parto. Segurar a banda com as duas mãos num ponto onde ao puxá-la a tensão fique de leve a moderada. Realizar de 5 a 10 repetições puxando a banda e soltando-a sem deixá-la frouxa. Não realizar tranco nos movimentos, ele deve ser contínuo e fluente.

5. Fortalecimento dos músculos das costas. Esse exercício auxilia na manutenção da postura e também do seu retorno no pós-parto. Sentar confortavelmente sobre a bola ou cadeira, prender a banda pelos pés. Realizar a tração da banda para trás e com os braços estendidos. Esse exercícios fortalecerá os músculos dos braços e também das costas. Realizar de 5 a 10 repetições puxando a banda e soltando-a sem deixá-la frouxa. Não realizar tranco nos movimentos, ele deve ser contínuo e fluente.

Para saber mais do programa completo, cadastre-se no www.gravidezemforma.com.br

Receba gratuitamente um mini-curso para não engordar na gravidez

Flacidez de pele pós-parto – tratamentos

Por Dra. Vanessa Guará – Instagram @dermatomae

 

A Radiofrequência é utilizada p/tratamento de flacidez corporal e facial e pode ser iniciada 15 dias pós-parto, com exceção da área abdominal, que deve respeitar a cicatrização no caso de cesárea.

É o tratamento mais indicado para a flacidez abdominal no pós-parto. Cada médico tem sua conduta, eu indico a radiofrequência na região abdominal a partir de 40 a 60 dias.

O excesso de pele que aparece logo após o parto tem como origem o afastamento dos músculos da parede abdominal e do reto abdome que se separam para dar espaço ao crescimento e desenvolvimento do útero.

Essas transformações vão ser maiores ou menores, dependendo de fatores como ganho de peso, exercícios praticados durante a gestação e predisposição genética.

O equipamento de radiofrequência produz ondas eletromagnéticas que atuam profundamente aquecendo os tecidos de sustentação da pele localizados na derme, enquanto a superfície se mantém resfriada e protegida. Esse aquecimento promove uma ação vasodilatadora e estimula a produção de colágeno e elastina.

 

✴️Indicacões:

✅Flacidez facial ? promove um efeito lifting imediato, além de obter resultados a longo prazo no rejuvenescimento. Áreas de tratamento: rosto, pescoço, papada,rugas periorbitais.

✅Flacidez corporal ?atua contra a perda de sustentação da pele em braços, coxas, glúteos e abdome (incluindo os períodos pós-cirúrgicos e pós-parto).

 

✴️Aparelhos que indico: Exilis Elite, Accent, Freeze ???

 

✴️Cuidados complementares:

?O ideal é que, depois de 40 a 60 dias, a paciente retorne aos exercícios abdominais, sempre com acompanhamento profissional.

?Praticar exercícios aeróbicos para ajudar a queimar a gordura que muitas vezes se deposita nos flancos e na região infraumbilical.

?Uso de cremes hidratantes que melhorem a elasticidade da pele.

?Realizar massagens terapêuticas como a modeladora ou a drenagem linfática semanal.

?A corrente russa, que trata a flacidez muscular, pode ser realizada a partir do 3º mês pós-parto.

 

#cuidadospospartoDM #dermatomae #dermatodicas

 

✴️A Radiofrequência é utilizada p/tratamento de flacidez corporal e facial e pode ser iniciada 15 dias pós-parto, com exceção da área abdominal, que deve respeitar a cicatrização no caso de cesárea.É o tratamento mais indicado para a flacidez abdominal no pós-parto. Cada médico tem sua conduta, eu indico a radiofrequência na região abdominal a partir de 40 a 60 dias. ✴️O excesso de pele que aparece logo após o parto tem como origem o afastamento dos músculos da parede abdominal e do reto abdome que se separam para dar espaço ao crescimento e desenvolvimento do útero. Essas transformações vão ser maiores ou menores, dependendo de fatores como ganho de peso, exercícios praticados durante a gestação e predisposição genética. ✴️O equipamento de radiofrequência produz ondas eletromagnéticas que atuam profundamente aquecendo os tecidos de sustentação da pele localizados na derme, enquanto a superfície se mantém resfriada e protegida. Esse aquecimento promove uma ação vasodilatadora e estimula a produção de colágeno e elastina. ✴️Indicacões: ✅Flacidez facial???? promove um efeito lifting imediato, além de obter resultados a longo prazo no rejuvenescimento. Áreas de tratamento: rosto, pescoço, papada,rugas periorbitais. ✅Flacidez corporal????atua contra a perda de sustentação da pele em braços, coxas, glúteos e abdome (incluindo os períodos pós-cirúrgicos e pós-parto). ✴️Aparelhos que indico: Exilis Elite, Accent, Freeze ???????????? ✴️Cuidados complementares: ????O ideal é que, depois de 40 a 60 dias, a paciente retorne aos exercícios abdominais, sempre com acompanhamento profissional. ????Praticar exercícios aeróbicos para ajudar a queimar a gordura que muitas vezes se deposita nos flancos e na região infraumbilical. ????Uso de cremes hidratantes que melhorem a elasticidade da pele. ????Realizar massagens terapêuticas como a modeladora ou a drenagem linfática semanal. ????A corrente russa, que trata a flacidez muscular, pode ser realizada a partir do 3º mês pós-parto. #cuidadospospartoDM #dermatomae #dermatodicas ????✔️????

A post shared by Vanessa Guará (@dermatomae) on

Barriga avental Pós-parto

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante – Coach de Mamães by Pós-parto em Forma

 

Barriga avental após a gravidez – O que aconteceu e o que fazer para melhorar?

 

Barriga Avental após a Gravidez
Barriga Avental após a Gravidez

Uma das primeiras perguntas que as mamães que ficam com a barriga avental me fazem é … Porque minha barriga ficou assim???

Então vamos entender alguns pontos para que você possa entender o que terá que fazer!!
A barriga avental pós gravidez acontece por vários motivos. Esses motivos podem ter acontecido de forma  isolada ou podem ter sido combinados, isto é, vários fatores contribuíram para que ela aparecesse.

 

Fator 1. Ganho de peso excessivo:
O ganho de peso durante a gravidez é um dos fatores mais importantes para que você consiga ter a sua barriga de volta depois da gravidez e vejo que esse tem sido um dos principais motivos e por isso o listei primeiro. Quando você ganha muito peso na gravidez, aumenta muito a quantidade de “gordura” no seu corpo e principalmente a gordura localizada, isto é, uma gordura localizada bem na barriga, na região do umbigo para baixo da barriga, que tenderá a ficar, dando após a gravidez a característica de pochete. Isso  promovendo uma queda da pele e uma dobra. Essa é justamente a característica barriga avental.

 

Fator 2. Barriga Grande
Outro fator que pode contribuir é a barriga ter ficado muito grande. Aí entra não só o primeiro fator ganho de peso, mas também outros como a gravidez gemelar, ou um bebê muito grande, ou líquido amniótico em excesso.
Tirando o excesso de gordura que comentamos no fator 1, os outros fatores isolados ou combinados poderão esticar muito a pele, deixando-a sensível, flácida e com pouco sustentação no pós-parto. Essa pele fica flácida e sobrando e com isso ela cai gerando essa característica da barriga avental.
Uma barriga grande ainda debilita a musculatura que é outro ponto de sustentação de órgãos e pele. Comentaremos sobre a musculatura no terceiro fator.

 

Fator 3. Musculatura debilitada – diástase ou alongamento excessivo
Seja pela diástase ou pelo alongamento excessivo essa musculatura sofreu, isoladamente ou combinados, esses fatores também provocam esse efeito da “barriga caída e o avental” .
O ideal então é avaliar através do teste da diástase como está a recuperação dessa musculatura.

 

O que você precisa fazer para ter sua barriga de volta??

Bom a primeira coisa é entender que se ficar aí sem fazer nada, continuará com ela. Esse é o tipo de barriga que não volta de você não fizer NADA !!!

Os exercícios serão fundamentais nesse processo … Veja porque !

Ação 1 que você deve ter: melhorar a força abdominal com exercícios especializados, recuperando o comprimento muscular e/ou diástase

 

Ação 2 que você dever ter: cuidar e recuperar a postura com exercícios posturais, exercícios de fortalecimento e alongamento. Isso fará os músculos abdominais serem mais efetivos. O programa deverá ser COMBINADO – exercícios para a barriga + exercícios para a postura que ativem a barriga.

 

Ação 3. avaliar e recuperar a força do assoalho pélvico – independente do parto pode ter havido debilidade dessa musculatura e ela é importante no conjunto de recuperação da barriga avental. Aqui você pode procurar um fisioterapeuta para avaliar seu assoalho pélvico, mas caso não possa ou em sua cidade não encontre esse profissional eu indico um aplicativo que trabalhe os exercícios de Kegel. Deixo claro que eles não substituem a avaliação, principalmente se você tiver perdendo ou com dificuldade de segurar o xixi, mas ajudarão a melhorar esse quadro nesse momento. Assim que puder busque uma orientação profisisonal.
Ação 4. tratar a pele com tratamentos específicos – busque orientação de um dermatologista.

Acesse o artigo da Dra Vanessa Guará – @dermatomae, sobre tratamento para flacidez – << clicar aqui >>

 

Uma das orientações dela é realizar exercícios para a região abdominal … então não perca tempo ok !!!

Você precisa recuperar sua barriga? Cadastre-se em minha lista VIP do programa Pós-parto em Forma <Clique aqui>

Ao se cadastrar você receberá um e-book como Ter a Barriga reta após a gravidez, onde ensino a realizar o teste da diástase.

Te espero lá !!!

<< Programa para volta da barriga – clique aqui >>

Gravidez: o que fazer para não engordar no final de semana

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante – Coach de Gestantes by Gravidez em Forma

 

 

Você sabe que cuidados pode ter com sua gravidez no final de semana?

Não?!!!

Por isso preparei um recado de estímulo para o seu final de semana 🙂

Sei que na segunda-feira a balança é sua inimiga Irado e que também você se sente redonda por causa do inchaço !!!

 

Então preparei algumas dicas TOP para te ajudar !!!

1- use o sábado e o domingo para caminhar: pode ser no parque, na orla (se morar ou estiver na praia), na pista da sua avenida ou até na academia

2- ao adquirir o programa Gravidez em Forma você pode fazer exercícios no conforto da sua casa, sabia? Tem vídeos com exercícios que você pode fazer na sua sala.

 

Aula em casa - programa Gravidez e Pós-parto em Forma by Gizele Monteiro
Aula em casa – programa Gravidez e Pós-parto em Forma by Gizele Monteiro

 

3- aproveite que tem mais tempo e já se organize para suas refeições saudáveis da semana – tanto o e-book, quanto o programa Gravidez em Forma podem te ajudar nas dicas do que fazer para ter uma alimentação mais saudável

4- dica importante *** – não use o final de semana como desculpa para comer errado ou o que sabe que não deve. O foco e a disciplina são seus principais aliados na sua saúde, do seu bebê e também no seu controle de peso

5- no final de semana, normalmente acontecem as festas. Alimente-se antes de sair de casa para não chegar esfomeada. Assim não comerá tanto. Opte por alimentos mais saudáveis dentro do cardápio servido.

6- muito cuidado com o excesso de sal. Na segunda-feira toda gestante está mais inchada por causa dos abusos e de fazer uma alimentação mais sobrecarregada em temperos e SAL.

 

Seguem 2 links do meu Instagram Gravidez em Forma – @gizelemonteiro – para você se informar sobre o inchaço na gravidez

 

<< Dicas de Exercícios para evitar o inchaço – clique aqui >>

 

<< Dicas do @drvictordimor para reduzir o excesso de sal  >>

View this post on Instagram

#Repost @drvictordimor with @repostapp. ・・・ Recente um estudo realizado pelo CDC – Centers for Disease Control and Prevention (EUA) nos traz que mais de 90% das crianças e 89% dos adultos consomem mais sódio do que é recomendado pela OMS e pela Dietary Guidelines for Americans. Como não temos um centro de prevenção e pesquisas efetivo no Brasil, costumamos nos basear na literatura americana. Já que os hábitos alimentares da nossa população se aproximam da norte americana. . As últimas diretrizes dietéticas federais para os americanos que acabam de ser divulgadas enfatizam cortes no sal, açúcar e gorduras saturadas. As recomendações também aconselham quantidades crescentes de frutas, legumes e grãos integrais na dieta. As novas diretrizes aconselham que os adultos deveriam consumir menos de 2 gramas de sódio – ou menos de 5 gramas de sal – Isso equivale a aproximadamente uma colher de chá rasa de sal ou cinco pacotinhos daqueles servidos em restaurantes, já que cada um contém 1 grama. . Apesar do abuso de sal ser alarmante para todas as raças, sexos e faixa etárias , o novo relatório observou algumas diferenças no padrão de consumo. Os homens consomem cerca de 18% a mais que as mulheres e os brancos 5% a mais que os negros. As idades com maior consumo foram 19 e 50 anos. . O sódio está presente em concentrações exorbitantes nos produtos processados e industrializados, como pão, bacon, refrigerantes, salgadinhos, doces, massas instantâneas, sopas, caldos em cubos, condimentos como molho de soja, salgadinhos, entre outras guloseimas. Por isso devemos ficar atentos não somente a quantidade de sal nas refeições em casa, mas sim na quantidade de SODIO e sal (NaCl). . Uma pessoa com níveis elevados de sódio ou baixos de potássio pode desenvolver uma série de patologias, dentre elas a hipertensão arterial, patologia de base que elevam os riscos para doenças cardiovasculares. . A redução de sódio adicionado aos alimentos pelos fabricantes é uma estratégia fundamental para diminuir sua ingestão diária, entretanto esta medida não adiantaria se a sua alimentação for basicamente regada à sal e produtos industrializados. . #projetodrvictordimor

A post shared by Gizele Monteiro (@gizelemonteiro) on

 

7- não se esqueça de alongar. Alongar ajuda a diminuir o estresse e também prevenir dores nas costas.

8- hidrate-se !!!

 

Bom, espero que com essas dicas você tenha um excelente final de semana.

Até breve !!!

Lembre-se … Você é + Que Vencedora !!

Gizele

PS.

1. E-book Gravidez em Forma << Para adquirir – Clique aqui >>

 

2. Programa Gravidez em Forma << Para adquirir – Clique aqui >>

 

Como acabar com a flacidez da barriga depois da gravidez

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante – Coach de Gestantes by Gravidez em Forma

 

A flacidez da barriga após a gravidez, falando do ponto de vista estético, incomoda muito a mulher.

Sei que esse é um dos pontos de maior tristeza e frustração depois da gravidez. Muitas entram em depressão ao se defrontarem com o que aconteceu com o seu corpo.

Ela tem sido muito comum, porque a maioria das mulheres tem ganho mais peso que o necessário e com isso sensibilizam mais a sua pele e também a musculatura da barriga.

Mas fica a confusão … O que fazer e o que é exatamente essa flacidez? É pele sobrando? É só muscular?

Então resolvi escrever esse post para esclarecer um pouco sobre as dúvidas, os passos para recuperar e também de que forma um programa de exercícios pode melhorar a estética da barriga, pois infelizmente aqui existe muita falta de conhecimento ainda das mulheres e dos profissionais em treinarem essa mulher respeitando as mudanças que ocorreram.

Desenvolvi meu programa pesquisando tudo sobre nosso corpo e atendendo nesses quase 20 anos com minhas alunas. Com isso consegui chegar a um ponto esclarecedor e criar uma metodologia que ajuda a mulher a ter sua barriga de volta.

O primeiro ponto para te ajudar é dividir e diferenciar o que é recuperação muscular e a recuperação de pele.

 

Recuperação dos músculos da barriga

Os músculos da barriga passaram por uma grande mudança em seu comprimento e também um grande afastamento abrindo a região central para que houvesse espaço para o bebê.

Esse afastamento que ocorre durante a gravidez a diástase natural que é a separação funcional os músculos para que a barriga possa se expandir. Durante essa expansão há também um grande alongamento das fibras musculares.

 

Diástase Abdominal - gravidez e pós-parto
Diástase Abdominal – gravidez e pós-parto

 

Após a gravidez, esse retorno não é tão natural assim e na maioria dos casos, a diástase permanece e o alongamento também, dando a barriga aquela visão de flacidez, estufamento, como se a mulher ainda estivesse grávida de alguns meses. << Se você quiser saber se tem diástase, clique aqui para receber o teste gratuitamente >>

Os exercícios serão muito importantes nesse processo de recuperação, mas aqui vai o ALERTA … “eles devem ser feitos de forma correta”. Programas de exercícios que recuperam especificamente a barriga são raros. Atendo muitas mulheres que fazem vários tipos de exercícios, pilates, treinamento funcional, musculação e a barriga continua ali. Em muitos casos há a piora da diástase até.

ALERTA … Devem ser totalmente excluídos os abdominais tradicionais de flexão, os laterais de rotação e até mesmo as pranchas (de todos os tipos) devem ser feitas progressivamente.

Se o programa for aplicado corretamente aquela barriga solta, mole e com aspecto saliente sumirá com certeza. O tônus, quando sentimos a barriga durinha, é recuperado.

Isso irá acontecer independente do tempo após o parto, por isso se você tem 1, 2, 3, até mais do que isso vale a pena ter um programa especializado. Atendo alunas com todos os tempos e com resultados muito positivos de melhora estética e funcional, melhora da postura, dores, etc.

Veja alguns dos resultados do programa Pós-parto em Forma.

Resultado após 35 dias do programa Pós-parto em Forma by Gizele Monteiro
Resultado após 35 dias do programa Pós-parto em Forma by Gizele Monteiro

 

Pós-parto em Forma - volta barriga by Gizele Monteiro
Programa Pós-parto em Forma – volta barriga by Gizele Monteiro

 

Então não continue frustrada porque com certeza se você não fizer nada, continuará do mesmo jeito, mas se tiver a disciplina, foco e a força de vontade terá sua barriga de volta com certeza !!!

 

Recuperação de Pele

 

Flacidez de pele após a gravidez
Flacidez de pele após a gravidez

A pele é esticada na gravidez por causa do crescimento da barriga. Então inicialmente é normal ter um excesso de pele que volta ao normal se a barriga foi de um tamanho adequado. Mas o que muitas não sabem é que quanto mais a barriga cresce e mais se engordar, mais a pele será estivada e mais desgastada, o que aumenta o risco de surgir estrias e tal pele sobrando. Isso ocorre porque esse tamanho de barriga compromete a volta dela e dá aquele aspecto de “muita” pele sobrando.

 

Há ainda a influência genética, mas essa também pode ser ligada ao que acontece nos aspectos anteriores – ganho de peso e tamanho de barriga.

Talvez esse seja o seu caso, então vamos entender o que você pode fazer para melhorar essa pele !!!

 

1.Um programa para a volta da barriga pode ajudar na melhora da pele?

Sim pode!!!

Mas aqui quero deixar claro que os exercícios não terão a função direta de melhorar a pele, mas o interessante é que, à medida em que a musculatura melhora, ela traz a pele porque há uma interligação tecidual interna. Isto é, quando o músculo volta ele puxa a pele, ajudando a também recuperar um pouco mais a tensão da pele.

Outro ponto é que os exercícios melhoram a circulação local e com isso, todo o metabolismo e oxigenação tecidual da região melhoram ajudando assim na recuperação e formação de colágeno (a proteína que dá sustentação/firmeza para nossa pele e que foi modificada durante a gravidez).

 

 

2. Tratamentos estéticos:

Para atuar diretamente na pele, o indicado mesmo são tratamentos estéticos e dermatológicos. O melhor é avaliar com seu médico e ver o mais qualificados para o seu caso.

Seguem alguns que tem sido tendência para que você entenda, mas deixo claro que esses tratamentos são mais caros do que um programa de exercícios e não direcionados para a parte muscular.

A volta da barriga é um conjunto !!!

Os tratamentos são específicos para a pele e muitas vezes a pessoa gasta dinheiro achando que a barriga durinha vai voltar, mas não volta. Cada componente do nosso corpo responde a um estímulo.

Alguns tipos de tratamentos:

  • Freeze – Radiofrequência multipolar – elimina a gordura localizada, fortalece e devolve o tônus à pele. Ele estimula a formação de colágeno. Pode ser realizado durante a amamentação, mas com a liberação médica.
  • Ulthera – estimula a formação de colágeno.
  • Endermologia – estimula a circulação linfática por meio de uma massagem a vácuo. O aparelho associa a massagem de ultrassom com a drenagem linfática, contribuindo para a melhora local da circulação sanguínea e o endurecimento dos tecidos. Esse efeito melhora a flacidez da pele.
  • Carboxiterapia – o tratamento injeta gás carbônico sob a pele e esse procedimento melhorara a circulação e a oxigenação dos tecidos. Usa-se também para combater a flacidez pois estimula a formação de colágeno e novas fibras elásticas.

*** Você pode perceber que todos os tratamentos tem a função de melhorar o metabolismo local e estimular a formação de colágeno. O aumento da circulação local de um programa de exercícios localizados no abdomen tem esse efeito também, além de agirem trazendo a pele à medida que a musculatura volta para sua posição.

 

Qualquer tratamento deve ser feito apenas após uma liberação do seu obstetra e também avaliação do médico que realizará os procedimentos.

 

O que é ideal se a sua barriga está mole e sobrando pele?

O ideal é a combinação dos 2 tipos de tratamento – a recuperação da parte muscular com os exercícios especializados + recuperação da pele com tratamentos (se essa pele sobrou).

 

O programa Pós-parto é especializado e entende cada uma das suas necessidades. Além de exercícios para a volta da barriga, há as planilhas para volta do corpo, volta da postura – essa deve ser combinada a série da barriga por ajustar o centro de equilíbrio do seu corpo e influenciar diretamente na volta da barriga. Ainda complementam o programa uma série especial para o bumbum e dicas de ergonomia para evitar as dores mais comuns do pós-parto – punho, braços, costas.

Para conhecer mais do programa Programa Pós-parto em Forma << acesse clicando aqui >>.

 

Te vejo lá !!!