Exercício físico na gravidez – um estilo de vida saudável e ativo

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante

 

Já é bem sabido que exercício físico na gravidez está ligado a um estilo de vida saudável e ativo.

Hábitos alimentares, exercícios físicos para qualidade de vida, manter um estilo de vida saudável durante a gravidez é bom para a mãe e para o bebê.

Exercício físico na gravidez - by Gizele Monteiro
Exercício físico na gravidez – by Gizele Monteiro

Esse estilo de vida saudável e ativo ajuda a evitar doenças na gravidez e com isso ajudam a gerar um bebê mais saudável também, além de melhorar a disposição da gestante, auxiliar numa melhor condição física para um parto normal e também numa recuperação no pós-parto mais rápida.

Tenho me dedicado no blog a trazer informações de qualidade quanto a saúde da gestante, prática de exercícios seguros e a importância de uma alimentação saudável.

Estamos com mais 2 projetos muito especiais para que as mamães de todo o Brasil possam ter acesso a essas informações:

1. palestra online gratuitas – para realizar inscrições basta acessar o www.personaldesucesso.com/gravidez

Inscreva-se para a palestra online gratuita com Gizele Monteiro
Inscreva-se para a palestra online gratuita com Gizele Monteiro

 

2. um curso gratuito com dicas para controlar o peso na gravidez – basta se cadastrar no www.gravidezemforma.com.br

Mini-curso para controlar o peso na gravidez - Gravidez em Forma by Gizele Monteiro
Mini-curso para controlar o peso na gravidez – Gravidez em Forma by Gizele Monteiro

 

Com essas ações esperamos contribuir para o controle de peso na gravidez e também instruir quanto a importância do exercício física na gravidez para um estilo de vida saudável e ativo.

Workshop com exercícios especializados para as grávidas e mamães, Shantala e Consultoria do sono dos bebês

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante

Workshop com exercícios especializados para grávidas e mamães, Shantala e Consultoria do sono do bebê.

Acaba de abrir as novas inscrições para o segundo encontro de grávidas e mamães com bebês, que acontecerá no espaço Aroma de Arte, no dia 20 de setembro – das 10 às 13hs, em São Paulo.

Gizele Monteiro e Gravidez em Forma
Gizele Monteiro e Gravidez em Forma

Gizele Monteiro, a “personal das mamães” e a autora do e-book Gravidez em Forma, comandará o workshop com exercícios ensinando como manter e voltar à forma e também exercícios para queixas de dores e desconfortos na gravidez e pós-parto, desde os primeiros meses da gravidez até o pós-parto.

“Foi-se o tempo em que gravidez significava “comer por dois” e descansar bastante, resultando em muitos quilos extras, difíceis de perder após o parto. Hoje a ordem é controlar a alimentação e se exercitar durante essa etapa da vida, mantendo o corpo em forma e facilitando sua volta ao normal após o nascimento do bebê”, diz Gizele.

Já as fisioterapeutas Vanessa Marques e Paula Uliana, da Donna Fisio, vão falar sobre os benefícios da Shantala, técnica indiana de massagem para interagir com o bebê, deixando-o calmo e  ajudando a prevenir ou amenizar as cólicas.

“Na fase inicial, mamãe e bebê atravessam uma delicada fase de adaptação e reconhecimento mútuo. Nesse processo, o toque, a pele na pele, torna-se essencial”, explica Vanessa.

Essa segunda edição do evento contará ainda com a participação de Patrícia Tsukada, consultora de maternidade e sono do bebê e idealizadora da Mommy in Bloom, que tem como missão orientar os papais sobre hábitos e necessidades no período de adaptação do bebê e a rotina, com técnicas especiais, dicas de acordo com cada idade, personalidade e perfil familiar, ajudando no clico do soninho.

Donna Fisio e massagem Shantalla
Donna Fisio e massagem Shantalla

Inscrições: [email protected]

Vagas limitadas!!!

Fone para informações: 11- 996518909

Data: 20/09

Local: Aroma de Arte. Um espaço charmoso e aconchegante no coração de Santana que une café, arte e uma espaço agradável e com toda infra estrutura para cursos e eventos.

Rua Pedro Doll, 555.

Horário: das 10h às 13h.

Investimento:

Valor individual – R$240,00

Casal ou vovó (babá) acompanhando a mamãe – R$340,00.

Anorexia Nervosa na Gravidez

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante

Texto extraído e baseado no artigo Anorexia Nervosa e Gravidez: relato de caso.

Nerya et al (2002). Revista Brasileira de Psiquiatria, 24(4):186-188.

 

capa-revista-anorexia-atrizes
capa-revista-anorexia-atrizes

Hoje em tempos em que a mídia cobra tanto do corpo das mulheres, a informação e o conhecimento dos sintomas que acompanham doenças tão graves podem ser um dos fatores decisivos na preservação das vida. Profissionais que trabalham com a saúve devem conhecer um pouco mais de alguns distúrbios ligados a imagem corporal.

O estudo a seguir realizado pelo Hospital das Clínicas da UFMG, no Departamento de Psiquiatria e Neurologia da Faculdade de Medicina – relata o caso de uma adolescente de 18 anos que desenvolveu quadro de hiperemese gravídica (que apresenta náuseas e vômitos, muitas vezes levando a um comprometimento de seu estado nutricional), seguida de anorexia nervosa na sua primeira gravidez.

A anorexia nervosa é uma disfunção alimentar, caracterizada por uma rígida e insuficiente dieta alimentar (caracterizando em baixo peso corporal) e estresse físico. A anorexia nervosa é uma doença complexa, envolvendo componentes psicológicos, fisiológicos e sociais.

O índice de massa corporal (IMC) dessa adolescente chegou a 14,3 Kg/m2. Os sintomas apresentados atenuaram após o término prematuro da gestação. Apesar de a anorexia nervosa ser incomum na gravidez, seu diagnóstico é importante em virtude dos riscos para a saúde materna e fetal.

Na gravidez, é comum que as mulheres apresentem alterações no padrão alimentar habitual como desejo e/ou aversão a determinados alimentos. Essas alterações cessam após o término da gravidez, raramente causando riscos para a mãe ou para o feto. Transtornos alimentares, como bulimia e anorexia nervosa, também podem ocorrer na gravidez, o que aumenta o risco de complicações obstétricas e fetais.

Estima-se a prevalência entre 0,5% e 1% para anorexia nervosa e 1% e 1,7% para bulimia em adolescentes do sexo feminino.

Os autores citaram através de um estudo com 140 mulheres com diagnóstico prévio de anorexia, nove engravidaram durante um quadro ativo da doença; destas, duas tiveram o início dos sintomas anoréxicos durante a gravidez.

No relato da adolescente, o bebê nasceu com baixo peso como ocorre comumente com filhos de anoréxicas e no período pós-parto, demonstrava negligência com o filho.

No período posterior à gravidez, não mais apresentou quadro de anorexia nervosa, embora ainda mantivesse restrições alimentares.

Se você deseja saber mais sobre assuntos da gravidez e sobre esse estudo, o artigo encontra-se disponível para consulta no site do Método Mais Vida Gestantes.

Saiba mais sobre nossos programas e atendimentos: e-mail – [email protected] ou fone – (11) 9 9651.8909

Exercícios na Gravidez

Por Gizele Monteiro – personal gestante

 

Exercícios na gravidez são muito benéficos para mamães e seus bebês, mas nem sempre foi visto dessa forma!

Em um passado não muito distante, as mulheres eram instruídas a evitar o exercício durante a gravidez. Hoje é bem diferente e sabe-se que não só é importante praticar atividades físicas durante a gravidez, mas isso também pode ter um impacto positivo sobre o bebê e mãe.

Manter uma rotina regular de exercícios durante a gravidez pode ajudar muito a mulher permanecer saudável e sentir-se sem desconfortos durante a gravidez.

Exercícios de fortalecimento podem melhorar a postura e diminuir alguns desconfortos comuns, como as dores nas costas e também o cansaço tão comum e que muitas sentem.

Existem evidências que o exercício na gravidez pode prevenir o diabetes gestacional (diabetes que se desenvolve durante a gravidez), aliviar o stress e melhorar mais a condição física que ajuda no trabalho de parto.

Exercícios na Gravidez
Exercícios na Gravidez by Gizele Monteiro

A mulher que realizava exercícios antes da gravidez pode continuar sua rotina de exercícios com as devidas modificações e também após a liberação médica atestando que está tudo bem com sua saúde gestacional.

Quem não realizava exercícios antes de engravidar não deve iniciar antes de ter a liberação do seu obstetra.

A recomendação padrão do Colégio Americano de Obstetrícia e Ginecologia é que gestantes realizem 30 minutos ou mais de exercício leve-moderado por dia, com uma frequência semanal mínima de 3 vezes na semana.