Gravidez: o que você pode fazer pela saúde do seu bebê

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Gravidez em Forma

 

Tenho estudado muito sobre os benefícios do exercício para a saúde da mamãe e do bebê e quanto mais estudo, mais me encanto !!!

Veja essa bela matéria que saiu no site da Febrasgo onde nossa consultoria para a Revista Crescer foi citada.

 

Da alimentação a técnicas de relaxamento, há muito o que fazer pelo bem do seu filho ao longo dos nove meses de gestação

Apesar de o corpo da mulher ser biologicamente preparado para gerar um bebê saudável, ações, escolhas e sentimentos ao longo dos nove meses podem impactar na formação da criança, que convive com o conjunto de sons produzidos internamente pelo corpo da mãe, como o batimento do coração e ruídos intestinais, além dos externos – que ele começa a ouvir por volta do quinto mês de gestação, de forma rudimentar. A psicanalista Joana Wilheim é categórica ao afirmar no livro O Que É Psicologia Pré-Natal (Ed. Casa do Psicólogo) que o feto “tem vida emocional estreitamente vinculada à sua mãe, captando os seus estados emocionais e sua disposição afetiva com ele”. Para ajudar nessa etapa, CRESCER recorreu às pesquisas mais recentes e consultou especialistas na área. O resultado é um manual que pode ser seguido por você nesses nove meses. Prepare o caderninho de anotações!

1. Tudo começa com o ácido fólico

Ao lado do “sexo do bebê” e do “tipo do parto”, o ácido fólico também deveria fazer parte das principais preocupações das grávidas. A vitamina do complexo B é essencial para formação do tubo neural do bebê, prevenção de malformações e síntese de DNA. Por isso, os médicos recomendam a suplementação por pelo menos três meses antes da concepção. Ótimo na teoria, já na prática… Um levantamento da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia, a Febrasgo, apontou que apenas 3% das gestantes atendidas pela rede pública de saúde ingerem os níveis diários de ácido fólico (400 microgramas, como recomenda a Organização Mundial da Saúde). O número sobe para 30% nas mulheres que fazem o pré-natal particular, mas está longe de ser ideal. Uma tentativa de aumentar as taxas do nutriente no organismo da população veio em 2002, quando a Anvisa e o Ministério da Saúde determinaram que fabricantes de farinha de trigo e milho deveriam enriquecer os alimentos com ácido fólico. Nos Estados Unidos, uma política semelhante já resultou em benefícios comprovados pelo Centro de Prevenção e Controle de Doenças. Em artigo publicado em janeiro, os pesquisadores da entidade enfatizaram que anualmente 1.300 bebês no país são salvos de nascer com malformações no cérebro e na espinha graças apenas à fortificação de alimentos coma vitamina.

 

2. Um novo cardápio

Não adianta controlar a aquisição de quilos extras, sem reformular o menu. O sal, por exemplo, deve ter seu consumo reduzido ao máximo para manter a pressão arterial equilibrada, evitando o aparecimento da pré-eclâmpsia, que pode levar à morte da mãe e do bebê. Bebida alcoólica também deve ser banida na gestação. “Como tem passagem livre pela placenta, o álcool chega ao organismo do bebê afetando sua formação e aumentando os riscos de trazer, no futuro, problemas de comportamento, como hiperatividade e déficit de atenção”, explica a nutricionista Indiomara Baratto, que atende na Casa da Mulher, do Departamento de Obstetrícia da Unifesp. “Isso sem contar a Síndrome Fetal Alcoólica, que faz com que a criança apresente anormalidades faciais, déficit intelectual e problemas cognitivos (no caso de consumo regular da bebida)”. Carnes malpassadas, ovos e peixes crus, leite e derivados não pasteurizados integram a lista dos itens a serem evitados, já que são potenciais transmissores de bactérias. Cafeína, alimentos diet e light e adoçantes artificiais devem ser consumidos com moderação – procure evitar a sacarina e o ciclamato. Apesar dessas restrições, a nutricionista garante que não é assim tão difícil adotar um cardápio saudável. É só lembrar-se dos alimentos que são sempre citados como sinônimos de vitaminas e minerais, como grãos integrais, leite pasteurizado e derivados magros, carnes magras, frutas, verduras e legumes.

 

Alimentação na gravidez
Alimentação na gravidez

 

3. Movimentos livres (Exercícios físicos)

A atividade física é essencial para uma gestação mais tranquila. A personal gestante Gizele Monteiro, consultora e criadora do projeto online Gravidez em Forma, explica: “Além de trazer bem-estar, relaxamento e adrenalina na medida certa, os exercícios físicos ajudam a garantir a força muscular, o que diminui o impacto das alterações ósseas e posturais típicas da gravidez”. Isso sem falar na manutenção do peso, diminuição das dores na região lombar e no quadril e na aceleração da recuperação no pós-parto. “Há estudos que mostram que praticar exercícios na gravidez está associado ao melhor desenvolvimento emocional da mulher e prevenção do aparecimento de depressão pós-parto”.

 

Exercício para dor nas costas da mamães
Exercício para dor nas costas da mamães

 

4. Equilíbrio entre estresse e calmaria

Uma compilação de estudos feita pelo Departamento de Saúde Comportamental e Desenvolvimento da Geórgia (EUA), reuniu muito do que a ciência já descobriu sobre o impacto do estresse e da ansiedade da mãe na gravidez e na vida da criança. Para a mãe, a maior consequência apontada é também a mais trágica: o aborto. Já o bebê de uma grávida estressada pode chegar ao mundo prematuramente, com baixo peso e, no futuro, ter déficit de atenção, problemas emocionais, de conduta e de desenvolvimento. Mas como evitar a tensão se só de ler a frase acima já começa aquele leve desespero? Acalme-se, respire. Respire lenta e profundamente, inspirando pelo nariz e expirando pela boca. Sim, essa é uma dica valiosa para quando se está no meio de um “ataque de nervos”. Como medida preventiva, a psicóloga Lália Dayse Farias, do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), no Rio de Janeiro, aconselha o envolvimento com atividades que garantem o alívio da tensão, como ioga, meditação, caminhadas ao ar livre ou acupuntura, se liberado pelo obstetra. “Ver um bom filme, ler um livro ou ouvir uma música que você gosta ajuda a distrair a cabeça.”

3 exercícios para aliviar a dor nas costas das mamães

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Pós-parto em Forma

 

É muito comum após a gravidez as mamães terem dores nas costas e no quadril. Isso é pouco falado !!!

Essas dores acontecem pela repetição do esforço com os cuidados com o bebê num momento em que você ainda não o recuperou totalmente. Sua postura, barriga e quadril ainda estão totalmente modificados por causa da gravidez e pelo parto (independente de qual seja!).

 

IMPORTANTE!!!

-Não ignore a dor nas costas. É importante um programa completo para reabilitar sua barriga, postura e recuperar a força desses músculos.

-Ignorá-la para fazer com que o quadro se agrave e você tenha uma hérnia de disco, a qual pode ser cirúrgica. Tanto na questão cirúrgica ou um agravamento da dor podem ser incapacitantes, levando a levá-la a limitação de cuidados com o seu bebê.

Acho que isso nenhuma mãe deseja não ter condições de cuidar do seu bebê, por isso comece hoje a se cuidar ok !!! O programa Mães em Forma poderá ajudá-la  não só na volta do seu PESO, CORPO e BARRIGA, mas também a melhorar e evitar essas DORES COMUNS DA MATERNIDADE.

 

Elaborei 3 exercícios que eu inclui no programa Mães em Forma e que você poderá fazer em casa para prevenir e aliviar as dores nas costas e no quadril.

 

1- Alongamento dos músculos posteriores da perna.

Sentada na bola ou cadeira posicionar o corpo em postura ereta e com o abdômen contraído. Estender uma das pernas à frente e passar a banda elástica por baixo do pé (da perna que foi estendida). Tracionar a banda e inclinar o tronco até o ponto de leve desconforto. O alongamento deve ser sem dor. Segurar por 10 segundos e retornar lentamente. Realizar agora na outra perna.

 

2- Alongamento dos músculos do tronco (peitoral e braços).

Sentada sobre a bola ou cadeira, pés bem apoiados ao solo e postura ereta. Segurando a banda pelas mãos, realizar a tração abrindo os braços na altura da cabeça e levá-los para trás, alongamento os músculos peitorais. Manter por 10 segundos.

 

3- Alongamento dos músculos do quadril e interno de coxa.

Sentada em um colchonete com um afastamento confortável das pernas, inclinar o tronco à frente mantendo a coluna ereta. Pode realizar o apoio de uma das mãos numa cadeira. Manter por 10 segundos.

Programa Pós-parto em Forma
Programa Pós-parto em Forma

 

Conheça mais sobre o programa e descubra se você tem diástase acessando e se cadastrando no site do programa Pós-parto e Mães em Forma ! Clique aqui para receber o e-book !

Grávida e Ativa – Programa Gravidez em Forma

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante

 

Nem só de hidroginástica e caminhada é feita a rotina de malhação na gravidez!!!

Apesar de as atividades serem tudo de bom nessa fase da vida, existem outras possibilidades para que as gravidinhas fiquem em forma e cheias de energia… e claro … não engordem na gravidez.

 

Grávida e Ativa by Gizele Monteiro
Grávida e Ativa by Gizele Monteiro

Mexer o corpo na gravidez é garantia de benefícios para a mãe e para o bebê, todo mundo sabe. A explicação é simples: como gerar um filho exige muito do organismo,quanto melhores as condições físicas da mulher, mais tranquilos serão a gestação e o parto. Como bônus, você volta à forma mais depressa depois de dar à luz.

“Estudos comparando grávidas ativas com sedentárias mostram que, além de auxiliar na manutenção e na volta ao peso anterior, o exercício contribui para aliviar a dor nas costas, prevenir e controlar o diabetes e a hipertensão (que colocam a gravidez em risco), melhorar a circulação, diminuir o inchaço e evitar a depressão pós-parto”.

Se houver uma orientação adequada, a lista de atividades possíveis nesse período vai além de aulas de hidro e caminhadas levinhas. Musculação, ioga, pilates e até corrida – para as já praticantes estão liberadas. O ideal é combinar as várias atividades para que programa fique completo: exercícios aeróbicos, de força e alongamento é o ideal para atravessar a gravidez com saúde, disposição e sem stress. Adaptar exercícios, o volume e a intensidade de acordo com seu grau de condicionamento e a fase da gestação será super importante e essa é justamente uma das diferenças do programa que elaborei. O programa Gravidez em Forma atender cada um desses requisitos de segurança que são recomendações de autoridades e pesquisadores internacionais, como o American College Ginecology and Obstetrician.

Também é importante que seu médico autorize a prática dos exercícios!!!

“É possível que o obstetra identifique algum impedimento e coloque restrições, o que pode acontecer mesmo no caso de mulheres acostumadas a treinar”.

Como manter um programa de treino até a hora do parto?

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Gravidez em Forma

 

Personal Gestante em gravação para o programa De repente grávida com Carol Castelo Branco
Personal Gestante – Gizele Monteiro – em gravação para o reality De repente grávida com Carol Castelo Branco

Muitas gestantes tem dúvidas se podem realizar exercícios até antes do parto.

A primeira coisa é conversar com o médico e identificar sua saúde gestacional. É ele que irá ou não liberar a prática.

O segundo passo é respeitar a condição física da futura mamãe. O programa deve ser modificado pois essa fase final é bem mais delicada.

Fui consultora no programa De repente grávida com a linda Carol Castelo Branco, falando justamente sobre esse tema. Ela estava no finalzinho da gravidez.

A orientação e escolha dos exercícios com a redução da carga, duração e velocidade dos mesmos deve acontecer à medida que a gravidez evolui.

Atividades de impacto nessa fase também devem ser excluídas, elas vão até certo momento, conforme o conforto e também tamanho da barriga da gestante.

 

O profissional especializado – personal gestante – faz toda a diferença

O personal gestante, por ser especializado realiza um atendimento diferenciado e personalizado, contemplando a segurança da mãe e do bebê, respeitando seus limites e atuando na prevenção e tratamento de desconfortos comuns nesse período.

 

Mais disposição

Quando o peso é controlado, a gestante chega ao final da gravidez muito mais disposta, o que confere também uma liberdade maior na escolha dos exercícios.

“O controle do inchaço, as dores nas costas que são raras com um programa bem conduzido e preventivo, peso controlado, menos cansaço e mais disposição … tudo isso faz parte de uma gestante em que o exercício está sendo bem conduzido.

 

Como emagrecer depois da gravidez?

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Pós-parto em Forma

 

Após o nascimento do bebê, a mamãe fica muito atarefada, afinal os cuidados com o bebê requerem muita atenção!

Com isso fica difícil organizar-se para se cuidar.

Isso acaba protelando o projeto voltar ao peso antigo após o parto , ficando mais difícil e mais lento, pois com isso muitas mamães voltam a ganhar peso.

Mas o bom é que mesmo em casa, é possível fazer alguns exercícios físicos que passam a ser aliados da gestante nesse período e ajudam a manter o corpo em dia.

Por isso criei o programa Pós-parto em Forma e vou deixar aqui algumas dicas para que você comece já !!!

Não se esqueça que precisa ter a liberação médica ok ??!!

 

4 exercícios que podem ser realizados em casa pela mamãe no pós-parto

Material utilizado (acessórios simples como cadeira) e com preços acessíveis como bola suíça (opcional para incrementar a cadeira) e banda elástica, colchonete, uma bola de borracha pequena.

 

1.Caminhada com o carrinho do bebê – aproveite o passeio com o bebê e crie um ritmo nessa caminhada. Isso ajudará a aumentar o gasto calórico.

Programa Pós-parto em Forma by Gizele Monteiro
Programa Pós-parto em Forma by Gizele Monteiro

2.Fortalecimento dos músculos das costas em pé: auxilia no retorno da postura no pós-parto.

Em pé, postura ereta, abdômen contraído e joelhos levemente flexionados. Segurar a banda com as duas mãos dando uma tensão leve a moderada ao abri-la. Os braços devem estar estendidos à frente do corpo na altura dos ombros. Abri-los totalmente até chegarem à linha lateral do corpo. Realizar de 5 a 10 repetições puxando a banda abrindo-a e soltando-a sem deixá-la frouxa. Não realizar tranco nos movimentos, ele deve ser contínuo e fluente.

3. Fortalecimento dos músculos das costas: auxilia no retorno da postura no pós-parto.

Sentar confortavelmente sobre a bola ou cadeira, com a postura ereta e abdômen contraído. Passar a banda por baixo dos 2 pés. Realizar a tração da banda para trás e com os braços estendidos. Esse exercício fortalecerá os músculos dos braços e também das costas. Realizar de 5 a 10 repetições puxando a banda e soltando-a sem deixá-la frouxa. Não realizar tranco nos movimentos, ele deve ser contínuo, fluente e lento.

4.Fortalecimento dos músculos adutores e assoalho pélvico (conhecido também como períneo): auxilia na prevenção de sintomas de incontinência urinária.

Sentar confortavelmente sobre a bola ou cadeira, com a postura ereta e abdômen contraído. Colocar uma bola pequena de borracha (essas de brinquedo) entre os joelhos. Pressionar a bola concentrando também o movimento no quadril, contraindo conjuntamente o assoalho pélvico (períneo). Realizar de 5 a 10 pressões (repetições). Não realizar tranco nos movimentos, ele deve ser contínuo, fluente e lento.

 

Quer ter mais exercícios especializados?

Conheça o programa Pós-parto em Forma !!!

Dicas para voltar à boa forma física no pós-parto

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Pós-parto em Forma

 

Exercícios para mamães
Exercícios para mamães – Pós-parto em Forma

Voltar à forma física ideal após gerar um filho, às vezes, não é tarefa tão simples para as mamães. Com certeza, a maior preocupação delas é não comprometer a amamentação tão importante nesta etapa de vida.

Depois de dar à luz, os exercícios proporcionam uma série de benefícios às mulheres. A perda de peso é o principal deles. “A atividade física auxilia no controle de peso na gravidez e no pós-parto, facilita a recuperação, reduzindo de forma saudável e recuperando o corpo mais rapidamente”, explica a personal gestante Gizele Monteiro, autora do livro Guia prático de exercícios para gestantes e diretora do programa Pós-parto em Forma.

Junto com a recuperação do peso e do corpo, a volta da barriga também é importante, já que ele fica fraco por causa das mudanças que ocorreram na gravidez. Nessa fase, a mulher não pode realizar qualquer exercício abdominal, portanto faça os movimentos recomendados nesta reportagem. “O retorno ou início do exercício tem sido associado com a diminuição da depressão pós-parto e da ansiedade, melhora do humor, disposição e alívio de estresse. A recuperação pós-parto depende de quanto a mulher se cuida nos primeiros meses”.

A primeira coisa para iniciar ou voltar aos exercícios é a liberação do seu médico !!!

Nunca faça atividades que exijam além das suas condições físicas. “É preciso respeitar o ritmo do seu corpo. Um programa de exercícios especiais para o pós-parto é importante, pois respeitará esse ritmo e as regiões delicadas nesse momento. A intensidade elevada pode comprometer a amamentação e provocar algum tipo de lesão”. Para evitar qualquer problema com a amamentação, também é importante que a mãe esteja sempre nutrida e hidratada.

 

Programa Pós-parto em Forma na sua casa!!!

A personal gestante Gizele Monteiro idealizou um programa de treinamento à distância para você realizar no conforto da sua casa, sem ficar longe do seu baby. O programa foi desenvolvido para recuperar o seu corpo e sua barriga.

Para saber mais: fone/whats app – 11 9 9651.8909 ou pelo e-mail [email protected]

Benefícios do exercício após a gravidez

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Pós-parto em Forma

 

Pós-parto em Forma
Pós-parto em Forma

Será que os exercícios físicos após a gravidez são benéficos? Sim !!! Muito benéficos !

Veja a lista que resultados que você pode ter sobre a sua saúde e o seu corpo:

  • Restauração da força e resistência muscular
  • Ajuda na recuperação do peso
  • Melhora sua auto-estima e sua auto-imagem
  • Prevenção e melhora de quadros de depressão
  • Melhora do seu humor
  • Recuperação do seu períneo – assoalho pélvico, que em muitas se apresenta enfraquecido pelas ações hormonais e peso do útero com o bebê
  • Melhora da postura
  • Alívio de dores e desconfortos que podem aparecer nessa fase, como a dor nas costas e outras

 

Program Pós-parto em Forma na sua casa !!!

Além da academia, para as mamães que querem se exercitar, mas não têm com quem deixar o bebê, o programa de treinamento à distância Pós-parto em Forma foca na recuperação do seu corpo e da sua barriga !!!

Com materias simples e aulas elaboradas para você fazer na sua casa ou na academia, facilitando assim a sua rotina diária materna.

O objetivo com o projeto é o programa especializado da personal gestante Gizele Montiero possa estar ao seu alcance, levando um programa de exercícios individualizado e seguro, trazendo saúde num momento tão importante e necessário.

Personal Gestante: mamãe e bebê sob cuidado especializado

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Gravidez em Forma

 

Personal Gestante: profissional especializado na prescrição de exercícios físicos para grávidas – matéria em que fui entrevistada no blog bolsademulher.com

 

Personal Gestante by Gizele Monteiro
Personal Gestante by Gizele Monteiro

Desde o início, a gestação causa muitas alterações no corpo da mulher. Algumas são agradáveis, já outras nem tanto. A prática regular e moderada de exercícios físicos é fundamental para a saúde da mamãe e do bebê. Mas, cada gestante é um caso único e merece atenção em suas necessidades. É nesta premissa que se baseia o serviço de Personal Gestante, explica a professora de educação física, escritora, diretora e idealizadora do método “Mais Vida Gestantes”, Gizele Monteiro.

O Personal Gestante é um profissional especializado na prescrição de exercícios físicos para grávidas. “Toda atividade é direcionada para a saúde e bem-estar da futura mamãe e do bebê”, explica a instrutora. O profissional acompanha de perto as transformações e necessidades da mulher nessa condição. “A prescrição respeita os pontos sensíveis e de queixa da gestante, tomando ações preventivas do aparecimento de dor”, afirma.

Melissa Agliarddi, 34 anos, aderiu ao método desde o início da gestação, e confessa estar se sentindo muito bem. “Percebi que não estou inchada, não sinto dores e continuo trabalhando. Me sinto preparada e meu corpo está com resistência para enfrentar o parto. Os exercícios mexeram com a minha disposição, além de controlar minha ansiedade e manter meu peso dentro do ideal”, comemora.

Mas, antes de fazer como Melissa, e buscar os serviços de um personal gestante, é indispensável conversar com o médico responsável pelo pré-natal. “Se a mulher é ativa, normalmente é liberada para atividade física desde o começo da gravidez. Já as sedentárias, normalmente, aguarda-se as 12 semanas iniciais para liberação. Mas, qualquer que seja o caso, e durante todo o processo, sempre consideramos a opinião do médico, pois ele sabe a saúde gestacional real”, conclui Gizele Monteiro.

Personal Gestante ensina a voltar boa forma física no pós-parto

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante by Pós-parto em Forma

 

Voltar a boa forma física no pós-parto é muito importante para a auto-estima da mamãe!!!

A personal gestante, diretora e idealizadora do programa “Pós-parto em Forma” explica as diferenças e os benefícios de um programa de exercícios elaborado especialmente para as mamães no período pós-parto, cuidados e riscos das atividades não monitoras

Voltar à forma física ideal após gerar um filho, às vezes, não é tarefa tão simples para as mamães. A logística materna com os cuidados com o bebê são intensas e com certeza, a maior preocupação delas é não comprometer a amamentação tão importante nesta etapa de vida.

De acordo com a professora-mestre Gizele Monteiro, especialista em exercícios físicos na gravidez e pós-parto, os exercícios físicos são benéficos desde que direcionados da forma e na medida adequadas, direcionados para a sensibilidade e a fisiologia de recuperação do corpo da mamãe.

Programa pós-parto by Gizele Monteiro
Programa pós-parto by Gizele Monteiro

“Com a liberação médica e muita cautela, desenvolvi um programa indicado especialmente para o pós-parto. Não pode ser uma volta com um programa comum e rápido. O exercício nesse período requer tanto cuidado quanto a gravidez, pois o corpo da mulher ainda não voltou ao normal e ainda há grandes influências hormonais nas articulações e até mesmo no coração, além da postura que permanece ainda alterada. Por outro lado, o exercício bem orientado é benéfico, por exemplo, na prevenção de depressão, melhora da auto-estima, bem-estar e claro na volta do corpo e do peso da mamãe”, ressalta a Personal.

Determinação e paciência são as palavras chaves para ter bons resultados neste processo. Nada de dietas radicais e atividades de grande impacto e com cargas pesadas, pois só vão prejudicar a saúde.

“Existem exercícios na intensidade adequada e com característica que podem ajudar muito a mulher nesses momentos, como por exemplo, exercícios de alongamento para a região das costas, cervical, parte anterior do tronco (músculos peitorais) que ajudam a compensar a postura modificada pela gravidez e mais os cuidados com o bebê e auxiliam no relaxamento, pois o pós-parto tem uma rotina cansativa para a mamãe. Ao mesmo tempo vamos introduzindo exercícios de resistência para a musculatura utilizada no dia-a-dia e complementando com atividades aeróbicas leves para auxiliar na perda de peso.

Os exercícios para a recuperação do assoalho pélvico são muito importantes nesse momento, principalmente se o parto foi normal.

Pós-parto em boa forma
Pós-parto em boa forma

O importante é desmistificar que os exercícios não podem ser iniciados nesse período”, segundo Gizele.

Personal das Mamães

Gizele Monteiro – Personal da Mamães – O que é?

 

Personal Gestante - Personal das Mamães
Personal Gestante – Personal das Mamães – gravação para o Fantástico

Gravidinhas e mamães devem ter um acolhimento especial e diferente da mulher não gestante, por isso o conceito do personal gestante e personal pós-parto – a personal das mamães garante esse atendimento totalmente diferenciado!!

 

Desde 2006 venho trazendo ao mercado esse conceito do programa diferenciado que desenvolvi. O profissional chamado de “Personal Gestante” já faz parte da mídia, do novo conceito de atendimento e tem sido motivo de busca para que as mamães se sintam seguras quanto a qualidade de exercícios que realizará.

Esse conceito me levou a vários programas de televisão, ser consultoria para revistas, sites e blogs.

Gravação com Ana Hickmann
Gravação com Ana Hickmann

 

Com essas mudanças, tenho visto a gestante ativa aderir também a atividade adaptada e até mesmo buscar outras modalidades para complementarem o que já faziam. Ainda analisando, o médico começa a aderir também esse novo conceito e, por isso mesmo, o conceito tem sido tão bem aceito.

Personal Gestante, os diferenciais de mercado:

Na gravidez, o objetivo é oferecer a gestante um acompanhamento num sistema organizado e equilibrado, segundo as mudanças do seu corpo a cada trimestre. Isso significa não somente mudar a intensidade e volume do exercício, mas também a biomecânica na sua execução.

Para que esse programa possa chegar a mais gestantes e mamães o Gravidez em Forma foi criado – o primeiro programa online de controle de peso na gravidez.

Atualmente a mamães – pós-parto também consegue esse programa através da consultoria e treinamento à distância – Pós-parto em Forma (em breve também online).

ATENDIMENTO NA GRAVIDEZ: O Personal Gestante pode chegar até você e sua cidade através do programa online Gravidez em Forma. Para maiores informações acione por e-mail ou cadastre-se no www.gravidezemforma.com.br !

 

Programa Online Gravidez em Forma
Programa Online Gravidez em Forma

 

No pós-parto os exercícios devem ser direcionados para a volta do corpo de maneira saudável.

Vale destacar um erro muito básico e muito frequente: achar que a mulher pode voltar a sua atividade de forma normal e que basta alterar a intensidade. Muitos problemas acontecem nessa fase e a nova mamãe tem tanto risco de lesão e problemas cardíacos quanto durante a gravidez, além é claro, do risco de comprometer a amamentação.

ATENDIMENTO À DISTÂNCIA: O Personal Pós-parto pode chegar até você e sua cidade através do treinamento à distância – um programa com planilhas direcionados para a volta da sua barriga e também do seu corpo. Para maiores informações acione por e-mail – [email protected]

 

Pós-parto em Forma - treinamento à distância
Pós-parto em Forma – treinamento à distância